Igreja solicita sede da UBS do Vila Lobos, em Caxias, e prefeitura busca espaço alternativo - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Saúde Pública12/10/2019 | 10h06Atualizada em 12/10/2019 | 10h06

Igreja solicita sede da UBS do Vila Lobos, em Caxias, e prefeitura busca espaço alternativo

Posto de saúde atende mais de 2 mil pessoas

Igreja solicita sede da UBS do Vila Lobos, em Caxias, e prefeitura busca espaço alternativo Luiz Chaves / Divulgação/Divulgação
Posto de saúde foi inaugurado em 2011 Foto: Luiz Chaves / Divulgação / Divulgação

A prefeitura de Caxias do Sul tenta encontrar um novo local para abrigar o posto de saúde do bairro Vila Lobos. O prédio que atualmente sedia a Unidade Básica de Saúde (UBS) foi solicitado pela Igreja Assembleia de Deus, proprietária do imóvel, que pretende utilizar o espaço para um projeto social. A igreja deu um prazo de quatro meses para a desocupação do espaço.

A UBS do Vila Lobos atende uma população estimada de 2,3 mil pessoas, conforme a Secretaria Municipal da Saúde, que vivem nos bairros ou loteamentos Vila Lobos, Vergueiros, Parque Nossa Senhora das Graças e Parque da 5ª Légua. Sem o posto do bairro, a unidade de atendimento mais próxima é a de Galópolis.

— Esta UBS é muito importante para nós. Para irmos até Galópolis, precisamos pegar dois ônibus, um até a BR-116 e outro até Galópolis — explica a presidente da Associação de Moradores do Bairro (Amob), Tania Menezes.

Segundo Tania, diversos ofícios e solicitações foram encaminhados à prefeitura de Caxias para que um novo prédio fosse construído para o posto de saúde. Ela conta que o espaço atual é cedido pela igreja. A solicitação para desocupação do imóvel foi feita na semana passada.

— A Secretaria da Saúde agora procura um prédio no bairro para alugar. Mas não há nenhum prédio aqui com o espaço necessário — afirma.

Tania diz que a Amob está negociando com a igreja uma ampliação do prazo de desocupação. 

Leia mais
Inaugurada UBS Vila Lobos em Caxias do Sul

A Secretaria da Saúde confirma que não há pagamento de aluguel atualmente, e informa que o imóvel é cedido por um termo de comodato. O documento é de 30 de maio de 2011, com vigência prevista de 10 anos, mas pode ser rescindido antes deste prazo.

A pasta afirma que está negociando com os proprietários uma ampliação do prazo de desocupação, dado no último dia 4, para que a mudança da unidade ocorra "de forma organizada, tranquila e sem prejuízo à população", e garante que as providências para que a população não fique desassistida estão sendo tomadas.

O administrador da Assembleia de Deus em Caxias do Sul, Nelson Júnior Dutra, diz que recebeu um abaixo-assinado de moradores pedindo a extensão do prazo. Uma reunião sobre o assunto está marcada para quarta-feira (16).

— Nossa intenção não é "enxotar" a UBS, para que se retire logo dali. Sabemos da importância do atendimento para a população — afirma.

Ele relembra que o prédio utilizado pela UBS havia sido a primeira igreja da Assembleia de Deus no bairro, antes da atual, e foi cedido de forma temporária ao município, enquanto a prefeitura não encontrasse uma sede definitiva para o posto de saúde.

Leia também
Homenagens tentam preservar a memória de Naiara em Caxias do Sul
Autoconfiança, autoestima e motivação: psicóloga fala sobre os benefícios do aprendizado da música na infância
Eleição da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Caxias ganha grande relevância

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros