Exército vai ajudar na reconstrução de casas destelhadas por granizo em Lagoa Vermelha - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Reconstrução22/10/2019 | 14h24Atualizada em 22/10/2019 | 14h24

Exército vai ajudar na reconstrução de casas destelhadas por granizo em Lagoa Vermelha

Prejuízo total foi calculado em R$ 9.298.740,43

Exército vai ajudar na reconstrução de casas destelhadas por granizo em Lagoa Vermelha José Franklin/divugalção
Município adquiriu 20 mil telhas para os moradores atingidos e pediu mais telhas ao Estado Foto: José Franklin / divugalção

O Exército Brasileiro vai ajudar na reconstrução de casas destelhadas pelo granizo em Lagoa Vermelha. Conforme a Defesa Civil do município, 20 soldados chegaram de Cruz Alta em três caminhões nesta segunda (21). Segundo o levantamento final da Defesa Civil, 4.587 casas foram danificadas pelo temporal que atingiu o município na quinta-feira (17).

— O Exército chegou na segunda no fim da tarde, início da noite. Eles vão ajudar na reconstrução das casas, distribuição de telhas, limpeza de telhados e móveis — exemplifica o coordenador da Defesa Civil, Admilson Ferreira da Silva.

O granizo que devastou a cidade ocorreu por meia hora, entre as 15h16min e as 15h46min. O balanço oficial de prejuízos ao município foi concluído nesta segunda. Ao todo, as perdas somam R$ 9.298.740,43. Deste valor, cerca de R$ 5,9 milhões correspondem aos danos nas casas.

Leia mais
Centenas de hectares de trigo e aveia em Lagoa Vermelha são destruídos pelo granizo
VÍDEO: Chuva de pedra danifica cerca de 500 casas em Lagoa Vermelha 

Na zona rural, as lavouras tiveram um prejuízo de R$ 1,23 milhão e, nas estradas do interior, os reparos custarão R$ 783 mil. Entre as lavouras, as mais afetadas foram as de trigo e aveia, em uma área de 500 hectares. A indústria teve um prejuízo de R$ 1 milhão, principalmente em duas fábricas de móveis e uma empresa do ramo de alimentos.

Serviços básicos à população também sofreram danos. Cinco escolas tiveram o telhado furado pelo granizo, com prejuízo de R$ 175.073,18. As aulas para 1.087 crianças e adolescentes foram suspensas na quinta e na sexta-feira, sendo retomadas apenas nesta segunda. Dois postos de saúde com equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF), nos bairros Floresta e Rodrigues, tiveram alguns danos, somando R$ 1.096.

A Secretaria de Obras teve todo o telhado danificado; o conserto vai ficar em R$ 152.287,16. O Centro de Referência em Assistência Social (Cras) de Lagoa Vermelha teve estragos que somaram R$ 32 mil.

— Não temos uma estimativa de quanto tempo vai levar para todos os consertos, porque foram muitas casas atingidas. Acredito que serão seis meses, no mínimo — comenta Silva.

O temporal atingiu de alguma forma, com mais ou menos danos, um total de 15.111 pessoas. O número inclui tanto quem teve prejuízos em residências quanto alunos que ficaram sem aulas, por exemplo. É mais da metade da população de 28 mil habitantes de Lagoa Vermelha.

Leia mais
Chega a 80 o número de propriedades rurais com danos por temporal em Caxias
Mais de R$ 135 milhões já foram liberados pela Caixa para saques do FGTS na Serra

Foram atingidos 21 bairros, além do centro da cidade. No interior, sete comunidades tiveram prejuízos, em uma área no entorno da zona urbana, onde o granizo ficou concentrado.

Uma pessoa ficou ferida ao tentar colocar lonas sobre o telhado danificado da casa. A telha onde estava quebrou e o morador ficou preso, sendo necessário resgate pelos bombeiros. Ele teve ferimentos leves. 30 pessoas chegaram a ficar desabrigadas na primeira noite, quando tiveram de ficar, uma parte, no ginásio de uma escola, e a outra, em duas salas de aula de outra instituição. 232 moradores ficaram desalojados, sendo acolhidos em casas de amigos e familiares.

Com os dados oficiais sobre o prejuízo, o município de Lagoa Vermelha agora aguarda homologação do decreto de emergência por parte do Estado; e, depois, o reconhecimento por parte da União. Isso é necessário para que venham recursos federais e também para que os moradores que tiveram prejuízo possam sacar recursos do FGTS. 

Leia também
Setor hoteleiro de Gramado projeta média de 75% de ocupação ao longo do Natal Luz
Câmara de Caxias aprova projeto que transforma em lei bênção dos freis capuchinhos na Praça Dante
Igreja estende por um ano prazo para posto de saúde ficar em prédio no bairro Vila Lobos, em Caxias  

ng>

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros