Estudantes doam mechas de cabelo para Banco de Perucas em Caxias  - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Outubro Rosa 31/10/2019 | 08h44Atualizada em 31/10/2019 | 09h05

Estudantes doam mechas de cabelo para Banco de Perucas em Caxias 

Madeixas são embrulhadas em sacos, com laços, já que são presentes, e um incentivo a quem enfrenta os sintomas do câncer

Estudantes doam mechas de cabelo para Banco de Perucas em Caxias  Débora Valente/divulgação
Estudantes do Colégio Murialdo doam mechas de cabelo e lenços para Banco de Perucas em Caxias Foto: Débora Valente / divulgação

Estudantes do colégio Murialdo em Caxias do Sul doaram 86 mechas de cabelo e 101 lenços ao Banco de Perucas do Hospital Geral (HG) na tarde desta quarta-feira (30). As madeixas são embrulhadas em sacos, com laços, já que são presentes, e um incentivo a quem enfrenta os sintomas do câncer. 

Com apenas cinco anos, Mariana Oliveira, do Pré II participou da campanha, que é realizada na escola desde o ano em que ela nasceu.  

—  Que meu cabelo possa ajudar você a ser mais feliz — deseja a menina, em um bilhete com um desenho que foi entregue ao Banco de Perucas do Hospital Geral (HG), na tarde desta quarta-feira (30). 

Aluna doa cabelo em campanha de Caxias Mariana Oliveira, cinco anos, doou o cabelo para campanha contra o câncer no colégio Murialdo, em Caxias.
Mariana Oliveira, 05 anos, participou da campanha idealizada pela professora Luciana Gecchelin SantiniFoto: Rossana Oliveira / Divulgação/Murialdo

Leia mais
"Se não tivesse ela junto, não sei se estaria viva", conta mãe que enfrentou o câncer de mama durante a gestação em Caxias
"Temos que buscar os nossos direitos", afirma voluntária de ONG de Caxias do Sul que enfrentou o câncer de mama
"Confio no poder das minhas escolhas para a cura", diz paciente em tratamento contra o câncer de mama em Bento Gonçalves
"Causa medo, mas não é sentença de morte", afirma caxiense que venceu o câncer de mama 

O ato de bondade da pequena mostra que a solidariedade não tem idade e incentiva meninos e meninas mais velhos a doar as madeixas. 

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 29/10/2019Alunos da escola Murialdo, doam cabelos para Banco de Perucas do HG e também criam viveiro de araucárias em escola de Caxias AlunasCatarina Zaccaron Croda, 13 anos, com o cabeloRafaela Menegon Basso, 16 anos, com o lenço ProfessoraLuciana Gecchelin Santini (Lucas Amorelli/Agência RBS)
Rafaela Menegon Basso, 16 anos, e Catarina Zaccaron Croda, 13, também doaram as madeixas Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

— No início eu estava toda empolgada e depois bateu um certo medo, mas pensei na felicidade das pessoas que vão receber o meu cabelo — conta, Catarina Zaccaron Croda, 13 anos, que doou pela primeira vez. 

Para Rafaela Menegon Basso, 16, a doação deste ano tem um significado ainda maior. 

— Meu avô morreu de câncer no ano passado e doar meu cabelo se tornou ainda mais importante. Mesmo que eu goste de ter o cabelo comprido, ele cresce, e doar as mechas faz bem porque estou ajudando muitas mulheres que lutam para encarar o câncer — afirma Rafaela. 

Alunos doam cabelo para banco de perucas do HG em Caxias. Matheus Camargo, 13, adere a campanha e doa mechas de cabelo para o Banco de Perucas em Caxias
Matheus Camargo, 13, também aderiu a campanha idealizada pela professora Luciana Gecchelin SantiniFoto: Rossana Oliveira / Divulgação

Matheus Camargo, 13, aderiu a campanha. O menino cortou o cabelão para doar as mechas. Os guris também usam roupas de cor rosa, às quartas-feiras, durante todo o mês de outubro para incentivar a prevenção do câncer de mama. 

Morte de ex-aluna incentivou professora a lançar campanha 

Perder uma ex-aluna de 27 anos para o câncer motivou a professora de Biologia, Luciana Gecchelin Santini, a lançar a campanha. A ideia era que Gisele Tavares participasse das ações na escola, mas ela morreu em setembro de 2014. Luciana não podia deixar a luta de Gisele passar em branco e levou a inciativa adiante. Surgiu o projeto Gi Tavares - Todos juntos nessa luta e com ele a campanha Prevenção é o Caminho.

Emocionada, e usando uma camiseta que é um questionamento e um alerta: Já cuidou de você hoje?, ela afirma que muitas vidas foram tocadas nesses cinco anos. Não é apenas o cabelo que é doado, os alunos também escrevem, além dos bilhetes, mensagens de carinho, que gostariam de ouvir se eles estivessem doentes: 

—  Sempre digo aos meus alunos, é muito melhor aprender por amor do que pela dor, a vida é repleta de marcas, e eu quero deixar essa marca no coração deles. Temos que ser solidários com as pessoas, fazer o bem, e essas doações mostram que as pacientes não estão sozinhas. É um ato de amor, uma maneira de dar força, luz e ânimo a quem luta pela vida. 

Alunas seguem com projeto na faculdade 

Duas estudantes que já deixaram o colégio Murialdo, seguem com a iniciativa na faculdade. Isadora Riva e Júlia Cenci, já doaram o cabelo nas edições passadas da campanha. Neste ano, elas decidiram levar o projeto adiante. Com a ajuda da colega Karoline Vaccari, as alunas arrecadaram mechas de cabelo, lenços, bonés, toucas e enfeites para doar às pacientes com câncer. O trabalho integra a disciplina Atividade Prática Supervisionada do Curso de Direito do Centro Universitário da Serra Gaúcha (FSG). 

Leia também
Contra o câncer e em meio a relíquias automotivas
Altair Martins lança o romance Os donos do inverno, em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros