Estado prevê conclusão até novembro de processo para que hospital de Farroupilha inicie atendimentos de traumato-ortopedia - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

SUS16/10/2019 | 14h40Atualizada em 16/10/2019 | 14h40

Estado prevê conclusão até novembro de processo para que hospital de Farroupilha inicie atendimentos de traumato-ortopedia

Hospital São Carlos deverá absorver o atendimento de 34 municípios da região

Estado prevê conclusão até novembro de processo para que hospital de Farroupilha inicie atendimentos de traumato-ortopedia Marcelo Casagrande/Agencia RBS
No total, serão oferecidos no São Carlos 133 tipos de procedimentos de traumato-ortopedia em alta complexidade Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

O Hospital São Carlos de Farroupilha aguarda trâmites do poder público para retomar as cirurgias agendadas de traumatologia e ortopedia de alta complexidade para pacientes de 34 municípios da região. O hospital também vai absorver os atendimentos de urgência e emergência nessa área, que atualmente estão a cargo do Hospital Pompéia, em Caxias do Sul. A diretoria do Pompéia afirma que o hospital não tem condições técnicas de atender toda a demanda e considera que o valor pago pelo SUS não é suficiente para cobrir os custos.

Em entrevista ao programa Gaúcha Hoje da rádio Gaúcha Serra nesta quarta-feira (16), a titular da 5ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) do Estado, Tatiane Misturini Fiorio, que assumiu o cargo recentemente, explicou que o assunto está com a Câmara Técnica do Ministério da Saúde, a fim de executar a realocação dos recursos relativos aos 34 municípios, antes destinados ao município de Caxias, onde fica o Hospital Pompéia, para Farroupilha.

— Já foi feita a pactuação dos municípios e o hospital já foi habilitado pelo Ministério da Saúde. Agora estamos no processo de transferir o recurso, que estava alocado no município de Caxias. Junto com o processo do Ministério, corre o processo do Estado, que também queremos encerrar até novembro.

Leia mais
Farroupilha pode voltar a ser referência em traumatologia na Serra
Ministério da Saúde habilita hospital de Farroupilha para alta complexidade em traumato-ortopedia
Redução de abrangência do Cerest é alvo de divergência em Caxias do Sul 

No total, serão 133 tipos de procedimentos em traumato-ortopedia de alta complexidade para os 34 municípios. O recurso mensal é de R$ 140 mil do Ministério da Saúde, R$ 140 mil do Estado, e os municípios contribuem com R$ 0,28 por habitante.

Na entrevista, a coordenadora também abordou a situação financeira e os recursos que atualmente são destinados ao Hospital Geral de Caxias do Sul, a construção gradativa do novo hospital de Bento Gonçalves e a situação envolvendo o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador da Serra Gaúcha (Cerest/Serra).

 Ouça a entrevista na íntegra: 

Leia também
Pelo menos 50 propriedades rurais registram danos com granizo em Caxias
Bolsa Família em Caxias tem mil beneficiários a menos em um ano e meio

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros