Em 1h30min, Fiscalização de Trânsito de Caxias flagrou mais de 200 infrações  - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Imprudência10/10/2019 | 20h13Atualizada em 10/10/2019 | 20h13

Em 1h30min, Fiscalização de Trânsito de Caxias flagrou mais de 200 infrações 

Operação Imprudência Zero ocorreu entre às 9h e 10h30min desta quinta-feira 

Em 1h30min, Fiscalização de Trânsito de Caxias flagrou mais de 200 infrações  Leonardo Portella / SMTTM /SMTTM
Foto: Leonardo Portella / SMTTM / SMTTM

A cultura de imprudência no trânsito de Caxias do Sul só aumenta. É assim que o secretário Cristiano de Abreu Soares, da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade, interpreta o flagrante de 201 infrações de avanço do sinal vermelho, manuseio do celular e falta de uso do cinto de segurança em menos de 1h30min na manhã desta quinta-feira.  

— Nossa percepção é que a imprudência aumentou. O que nos leva a crer é o alto número de pessoas passando no sinal vermelho, manuseando o celular e andando sem cinto, quando o fiscal está ostensivo.  Nunca tínhamos feito operações visando apenas as três infrações. Chamou atenção o alto número em pouco tempo — constata Soares. 

Entre 9h e 10h30, os agentes flagraram 201 infrações. São elas: 109 ocorrências de motoristas trafegando sem o uso do cinto, 82 de condutores manuseando, utilizando ou falando ao celular e 10 casos de veículos avançando o sinal vermelho em cruzamentos do município. A operação foi realizada em vias do Centro, São Pelegrino e Nossa Senhora de Lourdes. 

A ação foi batizada de Imprudência Zero e está sendo realizada semanalmente com o objetivo de intensificar a cobrança ao motorista de atitudes seguras no dia a dia do trânsito.

Os dados se tornam ainda mais alarmantes se citarmos as operações das últimas duas semanas. Foram  419 motoristas sem o cinto. Além disso, outras 367 ocorrências de condutores utilizando, manuseando ou falando ao celular e 251 avanços de sinal de vermelho foram flagrados pelos agentes da SMTTM. 

O cinto de segurança é obrigatório tanto nos bancos dianteiros ou traseiro desde 1998. O não uso do equipamento configura infração grave, punida com cinco pontos na carteira e multa de R$ 195,23. Já o uso do aparelho como telefone é considerada uma infração média, com quatro pontos na CNH e multa de R$ 130,16. Para quem manuseia ou segura o celular, a infração é gravíssima, com multa de R$ 293,47 e sete pontos na habilitação.

Já avançar o sinal vermelho é considerada uma infração gravíssima que, além de trazer um grande risco à vida dos pedestres e dos motoristas, faz com que o condutor do veículo leve sete pontos na CNH e seja autuado em R$ 293,47.

  Leia também:
Loja caxiense investiu R$ 750 mil na ampliação da estrutura
Dia das Crianças movimenta comércio caxiense
Ivanir Gasparin é candidato à reeleição da CIC de Caxias  


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros