Crianças internadas no HG ganham bonecas confeccionadas por clube de mães de Caxias  - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Fofura 09/10/2019 | 11h25Atualizada em 09/10/2019 | 11h36

Crianças internadas no HG ganham bonecas confeccionadas por clube de mães de Caxias 

Brinquedos foram entregues na manhã desta quarta-feira 

Crianças internadas no HG ganham bonecas confeccionadas por clube de mães de Caxias  Lucas Amorelli/Agencia RBS
João Francisco Cabral Neymaer, 3 anos e cinco meses, adorou o presente Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Esticando as mãozinhas, João Francisco Cabral Neymaer, 3 anos e cinco meses, agarrou o Shrek com entusiasmo e abraçou o boneco, assim que Iracema Bigaton Pistore, 70 anos, entregou o presente a ele.

— É o Shrek! Tem mais? — perguntou procurando outros bonecos para pegar. 

Leia mais
Música para o coração acalma pacientes internados em hospital de Caxias

Personagens como Branca de Neve, Pequena Sereia, Mulher Maravilha, Chapeuzinho Vermelho e Homem Aranha encantaram as crianças internadas na pediatria do Hospital Geral (HG), em Caxias do Sul, na manhã desta quarta-feira (9). Os pequenos receberam bonecos confeccionados pelas voluntárias que frequentam o Clube de Mães La Salle Caxias.

Para a avó de João, Nilza Souza, 53, a iniciativa contagia:

— Elas merecem parabéns porque são ações como essas que inspiram e transformam as pessoas.

Raianne Jardim dos Santos, cinco, não tirava os olhos da Chapeuzinho Vermelho. Ela abraçou a boneca e não soltou mais.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 09/10/2019Clube de Mães La Salle Caxias entrega bonecos no HGRaianne Jardim dos Santos, 5 anos Melissa Ribeiro Jardim, 39 anos(Lucas Amorelli/Agência RBS)
Raianne Jardim dos Santos, cinco, não tirava os olhos da Chapeuzinho VermelhoFoto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

— Eu gosto dela— contou segurando a nova amiga.

A menina enfrenta uma crise de bronquite e é paciente renal crônica. A mãe dela, Melissa Ribeiro Jardim, 39, emociona-se:

— É emocionante ver a reação deles e para nós também é reconfortante porque nos anima ver a alegria das crianças. Passamos 24 horas por dia fechados e eles ganharem presentes e não apenas remédios e injeções ajuda a superar a dor.

Ruby Silva Lima, de 1 ano e quatro meses, ainda não conhece bem os personagens, mas ficou encantada ao ganhar a boneca. Para a mãe da menina Fabiana Gomes da Silva, 29 anos, o momento de descontração fortalece:

— As crianças adoram ganhar brinquedos e depois de um tempo tão exaustivo no hospital essa alegria deles nos fortalece.

CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 09/10/2019Clube de Mães La Salle Caxias entrega bonecos no HGFabiana Gomes da Silva, 29 anos Ruby Silva Lima, 1 ano e quatro meses (Lucas Amorelli/Agência RBS)
Ruby Silva Lima, de 1 ano e quatro meses, ainda não conhece bem os personagens, mas ficou encantada ao ganhar a bonecaFoto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

"Fomos contagiadas pelo amor e por essa coisa de querer fazer o bem", conta voluntária

É em uma sala ampla e aconchegante no bairro São Pelegrino, que o Clube de Mães do Colégio La Salle Caxias — fundado há quase 45 anos — se reúne todas as terças-feiras para tricotar, bordar e costurar peças muito especiais. Foi em um desses encontros recheados de alegria, que as participantes decidiram se unir e preparar uma surpresa para crianças da ala pediátrica do Hospital Geral.

— Todos os anos fazemos algo para presentear os pequenos. Nesse ano pensei e falei para as meninas "vamos nos esmerar e fazer umas bonecas?". Quando eu mostrei o modelo, foi aquilo! As meninas ficaram super motivadas e o resultado está aí — diz orgulhosa a presidente do Clube de Mães, Iracema Pistore, 70 anos.  

Eleonice Schiavo, 61, que participa do grupo há quase seis anos, cada boneca pode ser tricotada em uma tarde.

— Se você tem prática (e a gente tem), em uma tarde consegue terminar uma. O que mais demora para fazer são os detalhes, que tem que ser bem caprichados. Eu sou responsável por isso, tenho olho bom. É tudo costurado, a gente evita de colocar qualquer coisa que possa cair da boneca, como um olho de plástico ou coisa assim, porque a criança pode engolir e é perigoso — explica Eleonice.

Há 25 anos à frente do Clube, Iracema reforça que o grupo é um espaço para confraternizar, conviver e fazer a chamada "terapia da língua".

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 08/10/2019 - Clube de mães da Escola La Salle tricotou cerca de 40 bonecas para presentear crianças da área oncológica do Hospital Geral, em Caxias. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Iracema Pistore, 70 anos, é a presidente do Clube de Mães La Salle Caxias Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

—  Tricotamos as bonecas para as crianças como um presente, mas o maior presente ainda é da gente, em poder trazer alegria para elas. Fomos contagiadas pelo amor e por essa coisa de querer fazer o bem — resume Lourdes Mallmann, 61, proprietária da cantina da escola, que há um ano participa do Clube.

Ao todo foram confeccionadas 40 bonecas de tricot, todas feitas com muito capricho a partir de restos de lãs doados pelas voluntárias.

Leia também
Desfile, baile e exposição: Aapecan promove atividades para marcar o Outubro Rosa em Caxias
Dona de casa encontra e devolve carteira com R$ 450 em Caxias do Sul
Uma noite inesquecível para sete meninas de casas-lares de Caxias do Sul 




 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros