Prefeitura de Caxias não autoriza uso da Praça Dante para ações de prevenção ao suicídio - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Setembro Amarelo10/09/2019 | 15h53Atualizada em 10/09/2019 | 16h34

Prefeitura de Caxias não autoriza uso da Praça Dante para ações de prevenção ao suicídio

Secretaria do Urbanismo alega que pedido foi protocolado fora do prazo pelo Centro de Valorização da Vida

Prefeitura de Caxias não autoriza uso da Praça Dante para ações de prevenção ao suicídio Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

 A distribuição de panfletos e a prestação de informações sobre a prevenção do suicídio pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), atividades marcadas para esta terça-feira (10), foram canceladas. A ação ocorreria na Praça Dante, no Centro de Caxias do Sul, mas a prefeitura não autorizou o uso do espaço público.

A secretária de Urbanismo, Mirangela Rossi, alega que o CVV não protocolou o pedido com o mínimo de 30 dias de antecedência à ação, prazo previsto em lei. Embora reconheça a importância da atividade, ela diz que a pasta tem sido bastante rígida com as regras e não poderia abrir uma exceção. Segundo a secretária, em alguns casos a tramitação interna tem de passar até por três secretarias, o que faz com que capacidade de análise seja restrita. Além disso, afirma que a panfletagem na praça é proibida por normas ambientais.

— A gente entende que seria uma excepcionalidade, mas, se não é protocolado no prazo, é indeferido automaticamente — explica.

O CVV oficializou um primeiro pedido junto à Secretaria do Meio Ambiente em 26 de agosto. Informado de que o procedimento está vinculado à Secretaria de Urbanismo, fez a nova solicitação em 2 de setembro. Além da distribuição dos folderes, seriam colocados balões de cor amarela (que representa a campanha de prevenção ao suicídio, o Setembro Amarelo), penduradas fitas em um varal e instalada uma tenda onde seria possível buscar orientações sobre o assunto.

Integrante do CVV, José Theodoro conta que ainda não recebeu uma negativa oficial da prefeitura. Se este retorno tivesse chegado, ele diz que seria possível articular a possível transferência da ação para outro local. A sensação é de falta de sensibilidade.

— Talvez, por não ser uma secretaria da área da saúde, não tem esse discernimento. A Saúde tem esse evolvimento conosco — comenta.

No primeiro semestre de 2019, Caxias do Sul registrou 284 tentativas de suicídio. O número representa 47 casos por mês. Os dados são da Secretaria Municipal da Saúde.

Como buscar ajuda
Em Caxias do Sul, os postos de saúde, os serviços de saúde mental, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estão preparados para auxiliar as pessoas em sofrimento psíquico.
Quem precisa de ajuda também pode ligar para o 188, número do CVV. A ligação pode ser feita a qualquer momento e é gratuita. No site do CVV, é possível buscar auxílio por e-mail ou chat.

Leia também
Estudantes de Fagundes Varela, na Serra, recebem carta da rainha Elizabeth II
Equipamento usado para auxiliar pilotos é substituído no aeroporto de Caxias
Julgamento do Caso Magnabosco será retomado nesta quarta em Brasília

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros