Leitor critica valorização do terreno do Caso Magnabosco, em Caxias - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Seção do leitor02/09/2019 | 06h00Atualizada em 02/09/2019 | 06h00

Leitor critica valorização do terreno do Caso Magnabosco, em Caxias

Leia as opiniões publicadas na edição do Pioneiro desta segunda-feira

Leitor critica valorização do terreno do Caso Magnabosco, em Caxias Luan Zuchi/
Foto: Luan Zuchi

CASO MAGNABOSCO
Caxienses, calculei a indenização do terreno do Caso Magnabosco que está em cobrança judicial, e que será pago por nós contribuintes. A dívida gira em torno de R$ 800.000.000,00. A área equivale à 57.000 metros quadrados. O custo por metro quadrado é de R$ 14.000,00. Isto é um absurdo. E qualquer caxiense que tem terreno no Centro, vende o imóvel por este valor? Se deram conta deste absurdo?
Euclides Zoppas
Empresário, Pio X

PARADA LIVRE
Lamentável a decisão de nosso prefeito de cancelar o evento da Parada Livre na Praça Dante Alighieri. Movimentos assim são fundamentais, pois garantem a todos direito à liberdade de expressão e respeito à diversidade.
Martina D. Tomé
Estudante, Medianeira

NOVA TENTATIVA DE  IMPEACHMENT
Beira o ridículo o novo pedido de impeachment do prefeito Daniel Guerra. Está mais do que na hora de os vereadores mostrarem a que vieram e começarem a trabalhar. Deixem o prefeito executar seu plano de governo. Eu, como eleitor, me enojo com este mimimi vazio e inócuo. Caxias merece mais!
Airton zanandrea
Administrador, De Lazzer

FALTA DE PROFESSORES
A falta de professores em escolas estaduais é cada vez maior. É necessário novo concurso, já que o último foi em 2013. Para este novo governo, a educação deveria ser prioridade.
Valesca Z. Cecatto
Estudante, Panazzolo                    

FESTIVAL DE GRAMADO
Choca e entristece fatos ocorridos como no Festival de Gramado, quando o público que lotava os bares ao redor do tapete vermelho jogou gelo e vaiou os artistas que protestavam contra o desmanche na cultural. Nem um bebê foi poupado. Embora, ultimamente, atos assim estarem se tornando comuns, parece que cultura, arte e conhecimento estão sendo substituídos pelo preconceito, intolerância e racismo. Pessoas preferem acreditar nas redes sociais, em detrimento da ciência e da pesquisa. Ser patriota vai muito além de carregar uma bandeira. É respeitar, valorizar nosso povo, nossa cultura, nossa arte, mesmo que muitas vezes não sejam do nosso agrado. Afinal, perante a Deus somos todos iguais. Uma sociedade, um país melhor, se constrói com educação, respeito e união.
Adair Barcarollo
Representante comercial, Caxias

FEMINICÍDIO
Em Caxias, os casos de violência contra mulher aumentaram e preocupam cada vez mais. Precisamos de campanhas dentro das escolas que visem a conscientização e o respeito à dignidade feminina.
Emili Debaco da Rosa
Estudante, Nossa Senhora de Lourdes

 Compartilhe suas opiniões com o Pioneiro. Você pode enviar cartas com até 200 caracteres ou artigos com até 2.100 caracteres para o e-mail leitor@pioneiro.com. Não esqueça de enviar seu nome completo, profissão, endereço, telefone e número do CPF. Os textos estão sujeitos a edição.

Leia também
Semana do prefeito de Caxias do Sul tem pedido de impeachment e CPI da Saúde
Policiais desconfiam que assassinos incendiaram a casa errada no bairro Forqueta, em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros