Acesso a Carlos Barbosa pela BR-470 deve passar por reformulação até 2020 - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Infraestrutura12/09/2019 | 15h38Atualizada em 12/09/2019 | 15h38

Acesso a Carlos Barbosa pela BR-470 deve passar por reformulação até 2020

Obra será realizada por meio de parceria público-privada

Acesso a Carlos Barbosa pela BR-470 deve passar por reformulação até 2020 Divulgação / Prefeitura de Carlos Barbosa/Prefeitura de Carlos Barbosa
Entroncamento é o principal ponto de entrada e saída da cidade Foto: Divulgação / Prefeitura de Carlos Barbosa / Prefeitura de Carlos Barbosa

O acesso a Carlos Barbosa pela BR-470 deve passar por reformulação nos próximos meses com o objetivo de proporcionar mais segurança aos motoristas e desafogar o trânsito no trecho. O entroncamento é o principal ponto de entrada e saída da cidade.

Conforme o prefeito Evandro Zibetti (MDB), o projeto prevê a utilização de uma área da Rede Ferroviária Federal SA (RFFSA), que atualmente está desativada. A linha férrea cruza a rodovia por baixo de um viaduto e será transformada em pista para a circulação de veículos.

As alterações facilitarão, principalmente, o deslocamento de motoristas entre a localidade de Desvio Machado e a área central de Carlos Barbosa, já que o acesso poderá ser realizado pelo antigo trajeto da linha férrea. O trecho sob o viaduto também será utilizado pelos motoristas que se deslocam na direção de Garibaldi para Desvio Machado.

O projeto foi desenvolvido pela Tramontina e já recebeu aval do município. Agora, aguarda aprovação da Câmara de Vereadores, o que pode ocorrer em até duas semanas. O objetivo da prefeitura é viabilizar a obra por meio de parceria público-privada. Para isso, está prevista a realização de um chamamento público para a seleção de uma empresa interessada em assumir o investimento, que tem custo previsto de R$ 5 milhões. De acordo com Zibetti, a própria Tramontina, que tem fábrica nas imediações, já demonstrou interesse em realizar a obra.

Como os trâmites precisam respeitar prazos determinados, a expectativa é de que as obras comecem no primeiro semestre de 2020, mas o prefeito não descarta o início dos trabalhos ainda neste ano. O projeto também depende de aprovação formal do Departamento Nacional de Infraestrutura dos Transportes (DNIT), mas, conforme Zibetti, técnicos do órgão acompanharam os estudos para elaboração da proposta.

Atualmente, segundo o prefeito, cerca de 20 mil veículos entram ou saem da cidade pelo ponto todos os dias. A última reformulação do trecho ocorreu durante o governo de Yeda Crusius (PSDB), quando a estrada ainda era administrada pelo Estado.

Leia também
Agências da Caixa abrem neste sábado para saque do FGTS
Universidade de Caxias do Sul é incluída em ranking internacional
Enfermeiros de postos de saúde de Caxias do Sul poderão receitar remédios e pedir exames de pacientes

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros