Grupo de Resgate Voluntário de Farroupilha busca doações para comprar nova ambulância  - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Saúde13/08/2019 | 10h06Atualizada em 13/08/2019 | 12h06

Grupo de Resgate Voluntário de Farroupilha busca doações para comprar nova ambulância 

No final de semana, pedágio solidário arrecadou R$ 14 mil. Veículo precisa comportar pessoas com mais de 1,70m

Grupo de Resgate Voluntário de Farroupilha busca doações para comprar nova ambulância  Divulgação/Secretaria de Saúde de Farroupilha
Recentemente, o grupo recebeu uma ambulância, oriunda de recursos do Ministério da Saúde e cedida pela Secretaria Municipal de Saúde Foto: Divulgação / Secretaria de Saúde de Farroupilha

Com o objetivo de comprar uma ambulância de grande porte para atender a população de Farroupilha, o Grupo de Resgate Voluntário organizou um pedágio solidário no último sábado (10). Foram arrecadados R$ 14.603,71, mas, de acordo com Ênio Ferreira, fundador e porta-voz do grupo, o objetivo é arrecadar R$ 130 mil para a compra do veículo. Outras ações já foram feitas para captar o valor:

— Nós também realizamos um almoço e estamos contando com promessas de empresários. Então, até o momento, temos cerca de R$ 35 mil. 

Leia mais:
Grupo de Resgate Voluntário de Farroupilha contará com nova ambulância a partir desta quarta

Recentemente, o grupo recebeu uma ambulância, oriunda de recursos do Ministério da Saúde e cedida pela Secretaria Municipal de Saúde. No entanto, a maca retrátil do veículo tem 1,65 m de comprimento útil, ou seja, pessoas que ultrapassem essa altura não podem utilizá-la, de acordo com Ferreira. Por isso o grupo precisa de uma nova ambulância.

— É uma saveiro que foi transformada por uma empresa, mas não atende a nenhuma norma do Ministério da Saúde, Conselho Federal de Medicina ou ABNT - afirma Ferreira, que faz críticas às condições do veículo doado:

— Se chegarmos em uma ocorrência que tenha que transportar uma pessoa, e ela for maior do que 1,65m, nós não poderemos transportá-la. Por isso não podemos dizer pra comunidade "estamos com ambulância nova e podem contar com a gente". 

De acordo com a secretária de Saúde do município, Rosane da Rosa, o veículo é, sim, uma ambulância. Ela explica que a única diferença para os veículos maiores é que esta não realiza atendimento a pacientes mais altos, pessoas que tenham mais do que 1,70m. 

— Esse tipo de ambulância ajuda muito porque chega em lugares que as maiores não chegam, em decorrência do relevo da Serra, por exemplo. Então é muito útil. O único empecilho é esse em relação ao tamanho — explica. 

Conforme a secretária de saúde, a pasta e o Grupo de Resgate Voluntário trabalham em parceria. Sendo assim, quando atendem a uma ocorrência em que a pessoa envolvida é maior do que 1,70 m, eles entram em contato com a secretaria, que realiza o apoio. 

Atualmente, o Grupo de Resgate Voluntário conta com 12 voluntários. Conforme Ferreira, há também pessoas que ajudam esporadicamente. As pessoas que tiverem interesse em colaborar com a compra da nova ambulância podem entrar em contato com o Grupo, por meio do Facebook.  

Leia também:
Morre professora que lutava contra leucemia e que mobilizou alunos para surpresa em hospital de Bento Gonçalves
Receita Federal de Caxias encontra 41,4kg de pasta para cocaína escondida em compartimento secreto de carro
Justiça dá 60 dias para Estado apresentar plano de reforma do Cristóvão de Mendoza, em Caxias



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros