Após cancelamento de dois voos, aparelho atingido por raio é consertado no aeroporto de Caxias - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Operação por instrumento17/08/2019 | 12h29Atualizada em 17/08/2019 | 12h47

Após cancelamento de dois voos, aparelho atingido por raio é consertado no aeroporto de Caxias

Anemômetro, que mede direção e velocidade do vento, sofreu descarga elétrica na segunda-feira (12)

Após cancelamento de dois voos, aparelho atingido por raio é consertado no aeroporto de Caxias Leonardo Portella/Divulgação
Problema resultou no cancelamento de dois voos da Gol durante a semana Foto: Leonardo Portella / Divulgação

O anemômetro, aparelho que mede a direção e a velocidade do vento, da estação meteorológica do aeroporto Hugo Cantergiani, em Caxias do Sul, voltou a operar no início da tarde desta sexta-feira (16), após um raio danificar o equipamento no início da semana. O problema fez com que o voo da Gol que opera pela manhã no terminal fosse cancelado na manhã de terça-feira (13) e de quarta-feira (14). As aeronaves que pousariam em Caxias do Sul foram desviadas para Porto Alegre.

Leia mais
Marquise do aeroporto de Caxias do Sul será concluída até a metade do mês

Conforme o diretor do aeroporto, Maurício D'ávila, o aterramento do anemômetro não suportou um raio que atingiu o aparelho durante as chuvas que atingiram a cidade na segunda-feira (12), o que acarretou na queima de um fusível. Um técnico de uma prestadora de serviço contratada pela empresa MVS, que opera o controle de tráfego aéreo do terminal, precisou se deslocar de São Paulo para viabilizar o conserto. Ele chegou à cidade na quarta-feira e concluiu os reparos na sexta-feira.

O defeito não causou impacto maior nas operações do aeroporto porque na maior parte dos casos os pousos e decolagens ocorreram de forma visual. No caso dos voos desviados, não havia visibilidade adequada.

— O equipamento é imprescindível para este tipo de operação (por instrumento) — explica D'ávila.

Nova marquise

Na próxima segunda-feira (19), caso haja tempo seco, está previsto início da fixação da cobertura de policarbonato na marquise que está em fase de implantação na fachada do terminal de passageiros. A construção da estrutura era uma demanda antiga dos usuários do aeroporto para dar mais conforto a quem chega ou sai do prédio.

A obra começou no fim de março, mas foi paralisada logo depois devido à necessidade de implantação de uma viga não prevista no projeto. Além das alterações na documentação, isso também exigiu um aditivo contratual. O trabalho foi retomado no início de julho e a estrutura metálica também já passou por pintura. Com 20 metros de largura e avançando três metros sobre a calçada, a marquise terá custo de R$ 154 mil pagos pelo governo do Estado.

Leia também:
Nivaldo Pereira: tempos sombrios
Sociedade por João Pulita
Prefeitura de Caxias do Sul publica novas regras para eventos em espaços públicos
Ciro Fabres: tudo isso é Jair Bolsonaro 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros