Por semana, mais de 800 pacientes faltam a atendimentos em postos de saúde em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Serviço público20/07/2019 | 12h01Atualizada em 20/07/2019 | 12h03

Por semana, mais de 800 pacientes faltam a atendimentos em postos de saúde em Caxias do Sul

Também há defasagem de médicos na rede básica

Por semana, mais de 800 pacientes faltam a atendimentos em postos de saúde em Caxias do Sul André Ávila/Agencia RBS
Foto: André Ávila / Agencia RBS

No primeiro semestre de 2019, cerca de 22 mil pacientes faltaram a atendimentos agendados nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Caxias do Sul. O dado indica que, em média, a cada semana, 846 usuários do SUS desistiram de buscar o serviço, mas não o desmarcaram. No total, foram 330,1 mil pacientes agendados no período. Portanto, as faltas significam 7,3% do total. 

Os postos de saúde dos bairros Fátima Baixa, São José, Desvio Rizzo e Planalto Rio Branco são os que têm maior percentual de usuários que deixam de comparecer aos atendimentos. O índice varia entre 12% e 13% nestas regiões. Já os do Belo Horizonte, Vila Cristina, Criúva e Vila Lobos registram as taxas mais baixas de ausência, de 0,9% a 2,9%. 

O balanço da Secretaria da Saúde contabiliza todos os serviços que podem ser marcados na rede básica de saúde, exceto os odontológicos. Além das consultas médicas e com dentista, a unidades têm atendimentos com enfermeiros, nutricionistas, assistentes sociais, psicólogos, fisioterapeutas e fonoaudiólogos, por exemplo. 

A diretora de Atenção Básica, Adriane Borella, comenta que é importante que o usuário que não puder comparecer ao atendimento desmarque. Isso pode ser feito por telefone ou presencialmente no posto de saúde onde o agendamento foi realizado. Adriane explica que esse processo possibilita o redirecionamento para quem espera por uma vaga. 

A medida ganha ainda mais importância diante da defasagem de médicos na rede pública de saúde. Levantamento realizado no último dia 18 aponta que faltam 31 profissionais no serviço. O cenário faz com que 23 das 49 UBSs tenham algum tipo de restrição. 

Leia mais
Faltam médicos em quase metade dos postos de saúde de Caxias do Sul

Na rede especializada, faltas somam 13 mil

O problema da falta a consultas se repete no Centro Especializado de Saúde (CES). É o serviço para onde são encaminhados pacientes que precisam de atendimentos de especialistas, como dermatologistas, neurologistas e ortopedistas. Foram 13 mil consultas perdidas, o que significa 17% do total de 73,9 mil atendimentos agendados. É uma média de 500 faltas por semana. 

Entre 24 especialidades ofertadas no serviço, as que apresentam um maior índice de ausência nesse período são: homeopatia, com uma média de 30%, seguido de fonoaudiologia (23%) e dermatologia (21%). Também chama a atenção o alto índice de faltas em áreas de grande demanda, como ortopedia e neurologia, variando de 17% a 19%

A diretora da Rede Especializada de Saúde, Nicole Golin, destaca que os usuários precisam manter os cadastros atualizados, porque parte dos atendimentos são perdidos pela falta dificuldade em conseguir contato com o paciente. Segundo ela, o ideal é que a consulta seja desmarcada com pelo menos 24 horas de antecedência para possibilitar a oferta da vaga para outro paciente. 

Leia também
Motociclista sem habilitação é preso por embriaguez em Farroupilha
Reforma na escola Arnaldo Ballve, em Caxias do Sul, está orçada em quase R$ 740 mil
Cenário conta com nove candidaturas à prefeitura de Bento Gonçalves

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros