"Estou a serviço de Deus", afirma novo bispo da Diocese de Caxias  - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Religião26/06/2019 | 15h00Atualizada em 26/06/2019 | 15h00

"Estou a serviço de Deus", afirma novo bispo da Diocese de Caxias 

Frade capuchinho, dom José Gislon atuou nos últimos sete anos em Erechim

"Estou a serviço de Deus", afirma novo bispo da Diocese de Caxias  Diocese Erechim  / Divulgação /Divulgação
Foto: Diocese Erechim / Divulgação / Divulgação

Catarinense, natural de Dona Emma, dom José Gislon, 62 anos, foi comunicado da nomeação como bispo da Diocese de Caxias do Sul por uma ligação do Vaticano. Ele ressalta que encara com serenidade a transferência do Norte do Estado para a Serra:

— Sempre estamos a serviço de Deus e sabemos da possibilidade de sermos escolhidos para assumir outras dioceses. Estou a serviço de Deus, da igreja católica e do povo, para amar e servir.

 Leia mais
Saiba mais sobre o novo bispo de Caxias do Sul, dom José Gislon
"Ser bispo é um dom de Deus", declara Dom Alessandro Ruffinoni, que se despede do bispado de Caxias
Bispo de Erechim assumirá Diocese de Caxias do Sul
AO VIVO: confira o anúncio do novo bispo de Caxias do Sul
Novo bispo será o quinto na história de Caxias do Sul
Novo bispo de Caxias será anunciado na quarta 
Prestes a completar 75 anos, dom Alessandro Ruffinoni encaminha aposentadoria ao Vaticano    

Frade capuchinho, dom Gislon foi nomeado bispo da cidade de Erechim pelo Papa Bento XVI, em 6 de junho de 2012. A ordenação dele ocorreu em 3 de agosto daquele ano em Curitiba (PR). A posse ocorreu no dia 19 de agosto, na catedral São José, em Erechim (RS). Seu lema episcopal é In caritate diligere et servire que significa Amar e servir na caridade. Palavras presentes mais de uma vez durante a conversa com a reportagem.

— Acolho o anúncio com alegria e confiança de que serei bem acolhido como fui ao chegar em Erechim. Vou para essa nova missão para servir ao Senhor com o coração aberto. Caxias do Sul tem um diocese formada por líderes religiosos e também por fortes lideranças comunitárias e juntos vamos trabalhar com muita dedicação e fé — declara.

 Sobre a mudança, ele acredita que culturalmente Caxias do Sul não é tão diferente de Erechim, onde passou os passou os últimos sete anos. 

— Vou abraçar a diocese e seguir com serenidade o trabalho que é nossa missão. Sei que o povo de Caxias assim como o de Erechim tem esse espírito desbravador, garra e coragem dos empreendedores que se dedicam ao trabalho e a fé. O conceito cultural é o mesmo. Tudo é uma caminhada e um aprendizado. É uma comunhão entre todo o povo de Deus — afirma. 

Leia também
Prefeitura de Veranópolis abre processo para contratação de monitor escolar
Aplicação de vacinas em posto de saúde no bairro Madureira, em Caxias, não tem previsão de retomada
Prefeito de Caxias curte postagem que pede apoio à reeleição


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros