Caso Magnabosco é adiado mais uma vez  - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Caxias do Sul 11/06/2019 | 22h14Atualizada em 12/06/2019 | 12h56

Caso Magnabosco é adiado mais uma vez 

Processo foi retirado da pauta do Superior Tribunal de Justiça (STJ) na noite desta terça-feira 

Caso Magnabosco é adiado mais uma vez  Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

O julgamento do Caso Magnabosco, um dos mais conhecidos de Caxias do Sul, foi adiado mais uma vez.  De acordo com a assessoria de imprensa do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o processo saiu da pauta desta quarta-feira (12) porque existem mais de 30 itens para serem analisados. Como o caso é considerado polêmico, o tribunal teria optado por uma nova data, que ainda não foi divulgada. 

O caso trata-se da ação rescisória movida pelo município de Caxias do Sul para deixar de ser réu no processo que envolve a doação de uma área de 57 mil metros quadrados pela família Magnabosco para construção da Universidade de Caxias do Sul (UCS). A obra não foi realizada e o terreno acabou sendo ocupado por centenas de moradores que formaram o bairro Primeiro de Maio, na área central da cidade.

Leia mais
Julgamento do Caso Magnabosco é adiado mais uma vez em Brasília
Saiba o que pode acontecer no Caso Magnabosco de Caxias do Sul

A primeira parte do julgamento ocorreu em 27 de março, mas foi suspensa pelo pedido de vistas de um dos ministros que compõem a Primeira Seção do STJ, órgão julgador do processo. Após as manifestações orais dos representantes do município e dos advogados da família Magnabosco, o voto do relator do processo, ministro Benedito Gonçalves, foi por manter Caxias do Sul como ré. 

Leia também
Fiscalização apreende 820 produtos de ambulantes em Caxias do Sul
Crianças saem de casa de madrugada e voltam ao anoitecer para frequentar escola no interior de Vacaria
Três pessoas são presas na Serra na operação Dia D contra roubos no RS



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros