Número de autuações por falta de cinto triplicam nos primeiros meses de 2019 em Caxias  - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Trânsito17/04/2019 | 18h02Atualizada em 17/04/2019 | 19h01

Número de autuações por falta de cinto triplicam nos primeiros meses de 2019 em Caxias 

Infrações subiram 180% em relação ao ano inteiro de 2018 

Número de autuações por falta de cinto triplicam nos primeiros meses de 2019 em Caxias  Leonardo Portella  / SMTTM /SMTTM
Foto: Leonardo Portella / SMTTM / SMTTM
Pioneiro
Pioneiro

Um dos instrumentos fundamentais de segurança ao dirigir parece ter caído no esquecimento dos motoristas em Caxias do Sul. De acordo com um levantamento da Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade, o número de atuações passou  de 153 em 2018 para 431 de janeiro a março deste ano, um crescimento de 180%.

Dentro da estatística estão os casos flagrados diariamente pelos fiscais de trânsito, tanto de condutores como de passageiros. Vale lembrar que o uso do cinto é obrigatório em todo o país há 21 anos e, conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), deixar de usar o equipamento é uma infração considerada grave, com multa de R$ 195,23 e cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

— A importância do uso do cinto é difundida há anos em campanhas educativas. Deveria ser um assunto superado, mas os números mostraram que o caxiense precisa de mais atenção ao tema. Os dados deixam claro que o trabalho de fiscalização se torna ainda mais imprescindível, com os fiscais cobrando a utilização do cinto e sendo fundamentais na preservação de vidas do trânsito — destaca o titular da pasta, Cristiano de Abreu Soares.  

Leia também:
Evento para orientação profissional de adolescentes reúne instituições de ensino em Farroupilha
Três meses após ser baleado e socorrido, homem morre em Bento Gonçalves

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros