Acidentes no trevo de Fazenda Souza aumentam 150% em 2019 na comparação com todo ano passado - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

De dois para cinco19/03/2019 | 12h15

Acidentes no trevo de Fazenda Souza aumentam 150% em 2019 na comparação com todo ano passado

Para comandante do Grupo Rodoviário de Farroupilha, porém, não é possível afirmar que as obras paralisadas contribuíram para as ocorrências

Acidentes no trevo de Fazenda Souza aumentam 150% em 2019 na comparação com todo ano passado Felipe Nyland / Agencia RBS/Agencia RBS
Obras estão paralisadas desde setembro Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS / Agencia RBS

Desde o início do ano, o km 155 da Rota do Sol, onde fica o trevo de Fazenda Souza, em Caxias, registrou cinco acidentes. O número absoluto pode até ser considerado pequeno, mas representa 150% de aumento em relação ao índice registrado em todo o ano de 2018: dois acidentes.

Leia mais
Sinalização provisória é reforçada no trevo de acesso a Fazenda Souza, em Caxias
Daer implanta sinalização provisória no trevo de acesso a Fazenda Souza, em Caxias
Daer garante conclusão de obras de trevo de Fazenda Souza para primeiro semestre deste ano

A quantidade de mortos e feridos também aumentou em 2019. Enquanto no ano passado somente um dos acidentes teve lesões, neste ano foram dois. Além disso, o ponto teve uma colisão com duas mortes no início de fevereiro, enquanto em 2018 ninguém perdeu a vida no trecho.

Apesar da alta nos números, o comandante do Grupo Rodoviário de Farroupilha, Marcelo Stassak, diz não ser possível afirmar que a paralisação das obras no entroncamento com o trânsito modificado teve influência decisiva nas ocorrências.

— Há sim uma alteração na normalidade do trânsito naquele trecho, mas acidentes acontecem até mesmo em uma reta — lembra.

Desde o início das obras, em setembro de 2017, os trabalhos foram interrompidos por pelo menos duas vezes. A última, foi em setembro do ano passado, quando o trânsito já havia sido modificado no ponto. Em paralisações anteriores, o projeto ainda estava na fase de execução de aterros nas laterais, que não impactavam diretamente no fluxo.

A previsão é que as obras sejam retomadas quando o Estado quitar a dívida que possui com a empresa fornecedora de asfalto. Apenas parte das pendências foram solucionadas até agora. O Daer disse que pretende entregar o novo acesso ainda no primeiro semestre, mas não dá uma previsão para que as máquinas voltem para a pista. 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros