Motorista de caminhão atingido por helicóptero em que estava Ricardo Boechat é de Caxias - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Morte11/02/2019 | 14h55Atualizada em 11/02/2019 | 16h58

Motorista de caminhão atingido por helicóptero em que estava Ricardo Boechat é de Caxias

João Tomankeves conduzia caminhão de transportadora de Caxias

Motorista de caminhão atingido por helicóptero em que estava Ricardo Boechat é de Caxias Marcelo Gonçalves/SigmaPress/Estadão Conteúdo
Foto: Marcelo Gonçalves / SigmaPress/Estadão Conteúdo

O motorista do caminhão que foi atingido pelo helicóptero em que estava Ricardo Boechat, jornalista que acabou morrendo no acidente, é de Caxias do Sul. João  Tomanckeves , 52 anos, é funcionário da Rápido ABC Transportes Ltda, sediada em Caxias.

Leia mais:
Jornalista Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero em São Paulo

 Tomanckeves dirigia o veículo da transportadora em um trecho do Rodoanel que dá acesso à rodovia Anhanguera, na zona oeste de São Paulo, quando, por volta 12h desta segunda-feira, foi atingido pela aeronave na altura do Km 7. O helicóptero caiu sobre a parte dianteira do caminhão baú, quebrando o para-brisa. O motorista foi atingido pelos estilhaços, mas teve apenas arranhões. 

As informações foram repassadas pelo gerente de logística da empresa, Adriano Roberto Rech. O caminhão estava vazio no momento do acidente. Ele havia saído Caxias no sábado e deixado uma carga de farinha de trigo na cidade de Diadema. Nesta segunda, se dirigia a cidade de Cajamar para carregar o caminhão com matéria-prima que seria distribuída no Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

A empresa tem matriz em Caxias desde 1988 e atua no setor de transportes de cargas nos setores plástico e alimentício.

O Pioneiro tentou contato com Tomankeves, mas ele teria passado mal enquanto prestava depoimento na delegacia de Polícia Civil e  foi levado para atendimento médico. Segundo Rech, o motorista ligou para a empresa logo após o acidente. No relato dele aos colegas disse que trafegava pela rodovia quando viu surgir um vulto sobre o para-brisa, tentou desviar, mas não houve tempo. Ele trabalha na empresa há 20 anos.

Leia também
Idosa transportada pelo Samu morta em acidente em Garibaldi se recuperava de AVC
Calor segue, mas segunda-feira pode ter temporais e queda de granizo no RS 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros