Calorão aumenta quantidade de baratas em Caxias e procura por dedetizadoras cresce 30% - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Saúde11/02/2019 | 06h00Atualizada em 11/02/2019 | 06h00

Calorão aumenta quantidade de baratas em Caxias e procura por dedetizadoras cresce 30%

Altas temperaturas fazem com que os insetos se reproduzam mais

Calorão aumenta quantidade de baratas em Caxias e procura por dedetizadoras cresce 30% Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS
Rafael Rinaldi

Um dos visitantes mais indesejados — e que normalmente você recebe com chinelo na mão — chegou mais forte neste verão. Os dias de intenso calor, aliados aos períodos de chuva, estão fazendo com que a proliferação de baratas e de outros insetos, como a mosca, aumente nesta época do ano.

Lindomar Alves Mendes, 70 anos, é proprietário de uma empresa de imunização que atendeu mais de 800 locais como restaurantes e residências na região da Serra. Ele ressalta a intensificação dos trabalhos neste período. 

— Estou há 42 anos na dedetização de insetos e o forte calor desta época aumenta em 30% nosso trabalho contra as baratas. Temos quatro equipes em atividades, que acabam de finalizar a fase de extermínio de moscas e se voltam ao combate às baratas — revela Mendes. 

Outras duas empresas de imunização e dedetização da cidade ouvidas pela reportagem confirmaram os números.

Existem duas espécies de baratas predominantes em Caxias do Sul, bem como no resto do Brasil. A Blatella germânica (barata alemã), também chamada de francesinha ou paulistinha, é menor e mais vista em cozinhas, enquanto a Periplaneta americana (barata americana), também conhecida como voadora, é mais encontrada em esgotos. As baratas têm, em média, de um a quatro anos de vida. A barata germânica chega a medir de 10mm a 16mm na fase adulta. Possui a cor marrom com faixas amarelas. Essa espécie é capaz de botar mais de 20 mil ovos durante sua vida. A germânica se alimenta de matéria orgânica, doces e queijos. 

A barata americana mede de 28mm a 50mm, tem coloração que pode variar entre os tons negro e pardo. Além de esgotos, ela é mais encontrada em caixas de gordura, ralos e cisternas. Uma fêmea pode colocar até 800 ovos.

A imunização em restaurantes e demais pontos de alimentação é feita a partir de um relatório de vistoria realizado mensalmente. Existem  três métodos de dedetização de baratas: com inseticida em gel, em pó ou líquido. A versão em gel é a mais simples e não requer a saída do local. O produto é colocado em pontos estratégicos em ambientes mais sensíveis. O inseticida em pó alcança locais que o gel não atinge, como frestas e buracos. A versão líquida é a mais trabalhosa e requer a saída do local.

Calor acelera metabolismo dos insetos

A Vigilância Ambiental em Saúde de Caxias do Sul confirma que mais de 20 demandas foram encaminhadas ao setor desde o final de dezembro. 

— O calor acelera o metabolismo das baratas fazendo com que elas se espalhem rapidamente. O trabalho da Vigilância Ambiental consiste em orientar as pessoas para que auxiliem no combate às pragas — ressalta a médica veterinária Adriana Rhoden, da Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde. 

Conforme Adriana, é importante deixar o lixo bem fechado e armazenar restos de comida em embalagens seguras, principalmente à noite, quando as baratas saem para se alimentar. 

De acordo com a Vigilância Ambiental, não há registros de doenças específicas causadas pela ingestão de alimentos contaminados por baratas em Caxias do Sul.

— Como esses insetos andam na sujeira, podem conter bactérias que venham a causar problemas intestinais, após a ingestão de alimentos contaminados, mas nenhuma doença transmitida por baratas foi registrada — diz a veterinária.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 08/02/2019 - Proliferação de baratas aumenta na serra por conta do calor. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Inseticida em gel, pó ou líquido é colocado em pontos estratégicosFoto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

SAIBA MAIS

Como se prevenir  contra a invasão de baratas:

> Não conter lixo orgânico por muito tempo.
> Não espalhar lixo orgânico em pátios e no interior das residências.
> As lixeiras devem ficar bem fechadas, pois o odor atrai as baratas.
> Manter as pias secas, pois a umidade também atrai o inseto.
> Vedar os ralos e consertar canos defeituosos.

A Vigilância Ambiental em Saúde também indica algumas receitas caseiras que servem como armadilhas contra as baratas:

> Colocar folhas de louro em gavetas e armários, o odor do louro espanta as baratas.
> Colocar em 100g de ácido bórico (adquirido em farmácias), uma colher de sopa de farinha de trigo (queijo ralado também serve), uma cebola bem picada e juntar até que se formem bolinhas. Depois disso, despejar o conteúdo em potes e colocar embaixo de geladeiras ou fogões. A barata morre após comer o produto.
> Outra forma de exterminar o inseto é adquirir no comércio iscas que atraem e eliminam as baratas.

Leia também
Acidente envolvendo viatura deixa três policiais feridos em Veranópolis
Prefeitura de Caxias anuncia obras de asfaltamento em São Pedro da Terceira Légua
Mutirão une gerações e gera reencontros em ação de limpeza e restauro de Cristóvão, em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros