Égua encontrada atolada em Caxias é resgatada pelos bombeiros - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Auxílio14/01/2019 | 13h09Atualizada em 14/01/2019 | 17h14

Égua encontrada atolada em Caxias é resgatada pelos bombeiros

Animal estava nessa situação desde domingo (13)

Égua encontrada atolada em Caxias é resgatada pelos bombeiros Jeferson Ageitos / Divulgação/Divulgação
Foto: Jeferson Ageitos / Divulgação / Divulgação

A égua encontrada atolada no bairro Fátima, em Caxias, desde domingo, foi resgatada no início desta tarde pelo Corpo de Bombeiros. De acordo com relato de moradores, o animal foi retirado do banhado por cinco homens ainda no domingo (13), mas permaneceu no local por quase um dia, por estar muito debilitada. No final da manhã desta segunda-feira, integrantes do Corpo de Bombeiros de Caxias foram até o local para dar os primeiros atendimentos ao bicho. Uma equipe da secretaria do Meio Ambiente também está no local.

Contatada, a secretaria do Meio Ambiente (Semma) informou que, em casos de maus-tratos e vulnerabilidade, uma denúncia deve ser feita pessoalmente ou por meio do site da Semma, para, então, averiguar a situação do animal e mandar uma viatura. Nesse caso, a prefeitura informou que é necessário a ajuda do caminhão dos bombeiros para resgatar a égua. Ainda não se sabe qual será o próximo procedimento:

— Essa égua tem um tutor. Então a equipe está tentando localizar, para ver como ele irá conduzir a situação, pois a responsabilidade é dele. Se ele não levar o animal para atendimento veterinário, ele será penalizado. O veterinário que estava presente é quem irá analisar a situação — explica Marcelly Souza, diretora do Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal. 

A partir daí, a secretaria pode exigir a criação de um Termo Circunstanciado a partir da Patrulha Ambiental, que levará o caso para ser julgado até um juiz. Dependendo da situação, a ação também pode ser diretamente encaminhada para o Ministério Público. 

Em novembro de 2016, outro caso similar teve um desfecho triste. Um cavalo foi encontrado agonizando no distrito de Vila Oliva, em Caxias do Sul. O animal teve que ser sacrificado devido aos ferimentos. Na época, o caso gerou comoção nas redes sociais, evidenciando a dificuldade do atendimento para bichos de grande porte em situação de risco na cidade. 

Leia também
Procon de Bento Gonçalves aciona Ministério Público para investigar postos de combustíveis

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros