Prejuízo com atos de vandalismo no Estádio das Castanheiras, em Farroupilha, já passa de R$ 8 mil - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Patrimônio público  12/12/2018 | 14h38Atualizada em 12/12/2018 | 14h51

Prejuízo com atos de vandalismo no Estádio das Castanheiras, em Farroupilha, já passa de R$ 8 mil

Estádio municipal sofreu depredações em pelo menos três oportunidades em 2018 

Prejuízo com atos de vandalismo no Estádio das Castanheiras, em Farroupilha, já passa de R$ 8 mil SERC Brasil/Divulgação
Estádio amanheceu com os vidros quebrados na última terça-feira (11) Foto: SERC Brasil / Divulgação
Gaúcha Serra

O Estádio das Castanheiras, em Farroupilha, vem sofrendo com frequentes depredações.  Desde agosto, três atos de vandalismo foram registrados pelo Brasil de Farroupilha, que utiliza o estádio municipal em contrato de concessão de uso. O último ato ocorreu na madrugada de terça feira (11),  quando a loja do clube e as novas bilheterias tiveram vidros danificados e as portas de alumínio furtadas.  

O prejuízo do Brasil de Farroupilha já passa de R$ 8 mil com os atos de vandalismo registrados neste ano, conforme esclarece o diretor de marketing e de administração do clube, Gabriel Marchet. 

O estádio fica no Parque Cinquentenário, onde acontecem eventos como a Expofarroupilha, e possui monitoramento 24 horas. Segurança que, segundo Marchet, não inibe a ação dos vândalos, que acessam o local por uma área sem cercamento que fica na divisa com o kartódromo municipal.  

Conforme o secretário de Gestão e Desenvolvimento Humano de Farroupilha, Vandré Fardin,a prefeitura e o clube ainda não realizaram nenhuma reunião sobre o tema. Porém, ele reconhece que hoje a segurança realizada no local não é eficaz para coibir essas ações e que o local onde está localizado o estádio é uma área que apresenta problemas de segurança.  

Fardin ressalta também que já estão em andamento ações para melhorar a segurança externa do Parque Cinquentenário a partir de 2019. Segundo ele,  estão previstas a instalação de câmeras de segurança para monitoramento 24 horas do espaço e também o aumento da segurança do local com o efetivo da guarda municipal. As ações devem iniciar dentro de dois ou três meses, conforme o secretário.  

Além disso, Fardin não descarta estender o monitoramento também às dependências internas do Estádio das Castanheiras  para coibir novas ações de vandalismo. 

Leia também 
Pelo menos nove motoristas fugiram de acidentes graves na Serra neste ano
MP não descarta acionar Justiça se não houver consenso na implantação de creche em Vila Cristina, em Caxias  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros