Lei estadual permite botijões em prédios com central de gás - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 
 

Explosão em Farroupilha26/12/2018 | 18h49Atualizada em 26/12/2018 | 20h09

Lei estadual permite botijões em prédios com central de gás

Corpo de Bombeiros disse que legislação não proíbe, mesmo que não seja recomendado

Lei estadual permite botijões em prédios com central de gás IGP/Divulgação
Cozinha do apartamento onde ocorreu a explosão Foto: IGP / Divulgação

A explosão ocorrida em um apartamento do terceiro andar do edifício Vêneto, no centro de Farroupilha, na manhã desta quarta-feira, retomou a polêmica sobre o uso de gás de cozinha em prédios que tenham centrais de gás. É que a moradora mantinha dois botijões de 13 Kg em casa, mesmo o condomínio tendo central. Apesar de não ser recomendada por especialistas, o comandante do 5º Batalhão de Bombeiro Militar (5º BBM), tenente-coronel Julimar Fortes Pinheiro, esclareceu que a legislação não proíbe que os moradores tenham até três botijões de 13Kg no apartamento.

Leia mais:
Provável causa de incêndio em Farroupilha alerta para cuidados com uso de gás de cozinha
Perícia avalia necessidade de interdição de edifícios no entorno de prédio atingido por explosão em Farroupilha
Vazamento de gás teria causado explosão e incêndio em Farroupilha, afirmam bombeiros  
Mulher queimada em incêndio em Farroupilha ouviu explosão ao acender a luz do apartamento
"Parecia que tinham jogado uma bomba", conta empresário que ouviu a explosão em prédio de Farroupilha  
Confira o antes e depois do prédio que explodiu em Farroupilha
Prédio atingido por explosão e incêndio em Farroupilha não tem alvará dos bombeiros   

– Não tem uma vedação legal para isso, mas tem um limitador. No caso, pelo que foi visto pelas guarnições, não extrapolava esse limite, que é de três botijões por economia – analisou o coronel.

 FARROUPILHA, RS, BRASIL, 26/12/2018. Uma explosão, seguida de incêndio atingiu um apartamento na área central de Farroupilha na manhã desta quarta-feira. Segundo o Corpo de Bombeiros, as chamas se iniciaram por volta das 7h30min em um dos quatro andares do edifício Vêneto, 389, que fica na Avenida Independência esquina com Rui Barbosa, próximo ao Hospital São Carlos. (IGP/Divulgação)
Detalhe da mangueira de gás da cozinha onde aconteceu a explosãoFoto: IGP / Divulgação

No acidente em Farroupilha, um vazamento de gás de cozinha – não se sabe se do botijão ou da central –, combinado ao acionamento de um interruptor de luz, provocou a explosão seguida de incêndio que deixou uma pessoa gravemente ferida e outras 13 vítimas de inalação de fumaça ou feridas pelos escombros projetados para fora do prédio.

Leia também:
Flores da Cunha teve 500 hectares atingidos por granizo e vento

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros