Documentos encontrados em cápsula do tempo são restaurados e entregues ao 3º GAAAe, de Caxias - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 

História11/12/2018 | 22h00Atualizada em 11/12/2018 | 22h00

Documentos encontrados em cápsula do tempo são restaurados e entregues ao 3º GAAAe, de Caxias

Itens foram entregues ao quartel na última segunda-feira em evento realizado na Universidade de Caxias do Sul 

Documentos encontrados em cápsula do tempo são restaurados e entregues ao 3º GAAAe, de Caxias Anthony Beux Tessari. / Divulgação /Divulgação
Imagem durante a restauração realizada por Angela Boschetti Bertuol. Foto: Anthony Beux Tessari. / Divulgação / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

 O restauro de documentos históricos, que foram descobertos em julho deste ano no quartel do do 3°GAAAe, foram entregues na segunda-feira, pelo Instituto Memória Histórica e Cultural da UCS, o IMHC, ao Exército. A universidade foi  responsável pela higienização, restauro e acondicionamento do material. 

Leia mais:
Documentos de quase um século atrás são encontrados enterrados no quartel do Exército, em Caxias do Sul

A "cápsula do tempo" foi encontrada em Caxias do Sul, contendo documentos de quase um século atrás. Ela foi enterrada durante a solenidade que ocorreu no dia 3 de abril de 1922, quando houve a inauguração da pedra fundamental de construção do quartel, no bairro Rio Branco. As lideranças presentes no evento guardaram a ata da solenidade, alguns jornais da época e quatro moedas dentro de uma urna de metal lacrada. 

Após a descoberta, o cabo do 3ª GAAAe Glauber Tiago Dal Paz, contatou o IMHC para avaliação técnica do estado de conservação e a possibilidade de higienização e restauro. A restauração iniciou-se no mês de agosto e foi dividida em três etapas principais: a higienização, o processo de restauro e, por fim, o acondicionamento dos materiais, com confecção de embalagens de proteção. 

Foto: Anthony Beux Tessari / Divulgação

— O restauro procurou respeitar a originalidade e o estado em que foram encontrados os documentos. O principal objetivo foi preservar a informação contida nos materiais e reduzir a velocidade do processo de deterioração que se avança —  explica Angela Boschetti Bertuol, funcionária do IMHC responsável pelo restauro.

Após todo o serviço, os documentos foram entregues na segunda-feira (10), na UCS, para o comandante do 3º GAAAe, coronel Leandro Fernandes Moraes, para o capitão Ismael dos Reis Pires e para o cabo Glauber Tiago Dal Paz. O evento também contou com a presença do reitor da UCS, Evaldo Antonio Kuiava, do diretor do IMHC, Anthony Beux Tessari, que coordenou o projeto, e da integrante da equipe do IMHC-UCS responsável pelas principais atividades do serviço, Angela Boschetti Bertuol. 

A ideia é que esses documentos históricos fiquem expostos no quartel para visitação da comunidade.

Leia também:
Após assalto a residência, BM realiza buscas com helicóptero no interior de Caxias do Sul
Prefeitura de Caxias diz que só se manifestará sobre a passagem de ônibus após cálculo técnico

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros