Tremor em Caxias do Sul teve magnitude 2 na escala Richter - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Sem potencial para danos13/11/2018 | 13h24Atualizada em 13/11/2018 | 14h37

Tremor em Caxias do Sul teve magnitude 2 na escala Richter

Sismógrafos da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade de Brasília (UnB) registraram fenômeno às 21h07min desta segunda-feira (12)

O tremor sentido por moradores de pelo menos cinco bairros de Caxias do Sul na noite desta segunda-feira (12) teve magnitude 2 na escala Richter. A confirmação é do Observatório de Sismologia da Universidade de Brasília (UnB) e do Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP). Sismógrafos dos dois órgãos registraram o fenômeno às 21h07min, com epicentro em Caxias do Sul.

Assustados, moradores saíram de casa nos bairros atingidosFoto: Reprodução

Leia mais
Teto de banheiro de casa no bairro Jardim América desaba com tremor em Caxias

De acordo com o professor George Sand França, da UnB, a magnitude é muito baixa e, portanto, incapaz de causar danos significativos a construções. Apesar disso, ele afirma que os tremores registrados em Caxias são atípicos.

— Normalmente dá um e depois ocorrem vários de magnitude semelhante, mas em Caxias deu um e os outros não conseguimos detectar. O tremor é pequeno, mas como a população sente, não podemos "tirar do circuito". Mas como é pequeno é difícil detectar — explica.

A própria UnB já realizou em 2010 um estudo em Caxias do Sul para identificar as causas dos tremores. A conclusão é de que a cidade está sobre uma falha geológica, conhecida desde 1974, e rochas basálticas que se acomodam constantemente. Uma análise mais precisa, no entanto, dependeria da instalação de equipamentos permanentes no município, o que demanda alto custo.

O geólogo caxiense Nério Susin também afirma que os abalos não têm potencial de causar problemas em construções e que são um fenômeno natural e constante na região.

— Caxias tem uma camada pouco espessa de solo sobre uma rocha dura, e nessas rochas as ondas de choque se propagam com mais facilidade. É uma acomodação do solo, não chega a ser uma estrutura tectônica, com grande movimentação. São coisas milimétricas, mas há uma onda de choque porque o material movimentado é muito grande — detalha.

Os bombeiros de Caxias do Sul receberam 200 ligações até as 23h. A maior parte dos relatos eram dos bairros Petrópolis, Sagrada Família, Lourdes e Cristo Redentor, mas há relatos também no Presidente Vargas. Todos ficam na zona leste da cidade.

Leia mais
Região da Serra registra duas mortes por afogamento no final de semana
História prova que a polícia sempre foi refém da falta de recursos e de efetivo em Caxias  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros