Por ordem dos Bombeiros, palco principal da Festa da Uva terá capacidade reduzida pela metade - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Estimativa de público08/11/2018 | 11h21

Por ordem dos Bombeiros, palco principal da Festa da Uva terá capacidade reduzida pela metade

Capacidade máxima do espaço apresenta estimativa apontada por Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndios (PPCI), menos da metade do público registrado na edição anterior 

Por ordem dos Bombeiros, palco principal da Festa da Uva terá capacidade reduzida pela metade Felipe Nyland/Agencia RBS
Na edição de 2016, Espaço Multicultural chegou a registrar um público de 30 mil pessoas em show da cantora Anitta Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

O Corpo de Bombeiros de Caxias do Sul já finalizou o processo de vistoria para apontar as condições estruturais dos pavilhões para receber o público durante a realização da Festa da Uva 2019. Os bombeiros avaliaram se o espaço está de acordo com as normas do Plano de Prevenção e Proteção contra Incêndios (PPCI) e apontaram que algumas adequações precisam ser feitas para que os shows e atividades culturais realizadas ao longo do evento tenham a segurança ideal.

Segundo estimativa dos bombeiros, o palco principal, denominado Espaço Multicultural, no qual ocorrem os shows nacionais de grande porte — situado junto à Cancha de Rodeios — possui uma capacidade máxima de aproximadamente 14 mil pessoas. Na última edição, em 2016, o local chegou a comportar até 30 mil pessoas.

Leia mais
Ingressos para a Festa da Uva 2019 começam a ser vendidos
O que está definido para a Festa da Uva 2019 em Caxias do Sul
Festa da Uva divulga atrações da primeira semana de evento e inicia venda de ingressos

Conforme o chefe da seção de segurança contra incêndios do 5º Comando Regional dos Bombeiros, Lúcio Juner Lenis da Silva, a capacidade máxima de público é estipulada de acordo com o número de saídas de emergência situadas no entorno e a estrutura total do espaço. Conforme o capitão, entre as principais mudanças necessárias para que o evento seja realizado sem maiores problemas neste ano, está a instalação de hidrantes em alguns pontos do parque e dos sprinklers — como são chamados os chuveiros automáticos disparados mediante a detecção de fumaça em eventos que reúnem grande número de pessoas.

Ainda de acordo com o capitão, apesar de o parque estar de acordo com as normas, é preciso que seja encaminhada a renovação de algumas licenças do PPCI, dentre elas a do Centro de Eventos, que possui alvará de funcionamento em vigor até o dia 9 de março, um dia antes do encerramento da festa. 

— Para que seja concedido o alvará, é preciso encaminhar a solicitação para análise do PPCI já com as mudanças solicitadas em um período de até 60 dias antes do término do prazo — destaca o capitão.

O diretor executivo da Comissão Comunitária da Festa da Uva, Luciano Pereira, explica que estão sendo acertados os últimos detalhes das adequações previstas pelo PPCI e para garantir as condições de acessibilidade para deficientes físicos e visuais ao longo de todo os Pavilhões. Segundo ele, o palco principal será posicionado em uma parte lateral, em paralelo à Cancha de Rodeios, o que vai garantir que o público visualize melhor as atrações previstas.

— A estrutura do palco conta com 80 metros e vai estar posicionada mais próxima do público. No formato anterior, quem estava por trás não conseguia assistir aos shows direito. Agora, de qualquer posição o público vai ter uma sensação de proximidade com o palco — explica Luciano.

Leia também
Veja quais são os nomes do PT que se destacam para as eleições de 2020 em Caxias
Sem veículos, serviços da saúde estão prejudicados em Caxias
Prosseguem as buscas a criminosos que assaltaram agência bancária em Cambará do Sul 


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros