Comunidade vende frango para comprar drones para a polícia em Farroupilha - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

SEGURANÇA15/11/2018 | 15h28Atualizada em 15/11/2018 | 15h28

Comunidade vende frango para comprar drones para a polícia em Farroupilha

Expectativa de clubes que se uniram para evento é arrecadar cerca de R$ 10 mil

Comunidade vende frango para comprar drones para a polícia em Farroupilha Divulgação/PRF
Drones já são utilizados por órgãos de segurança em outras cidades e corporações, como de patrulhamento rodoviário Foto: Divulgação / PRF

Quatro clubes da cidade de Farroupilha promovem neste sábado (17) a venda de frangos assados a fim de arrecadar recursos para comprar dois drones, um para a Brigada Militar e outro para a Polícia Civil. A expectativa é levantar cerca de R$ 10 mil somente com este evento, segundo Lúcia Chiele Piccoli, presidente do Rotary Clube Nova Vicenza.

É a primeira vez que os quatro clubes da cidade — o Rotary Clube Farroupilha Centro, Rotary Clube Nova Vicenza, Lions Clube Farroupilha Centro e Lions Clube Farroupilha Imigrante — unem esforços por uma mesma causa. A iniciativa conta com o apoio do Centro Comunitário Luterano, onde vão ser assados os frangos e vendidos a partir das 11h. O meio frango vai custar R$ 20.

Segundo Lúcia, 750 ingressos já foram vendidos e a capacidade total de produção será de cerca de 900 frangos. Mesmo que o evento consiga liquidar todo o estoque, o dinheiro para a compra dos dois drones precisará também de verba do Movimento Comunitário de Combate a Violência (Mocovi) de Farroupilha.

Conforme o major Juliano Amaral, comandante do 36º Batalhão de Polícia Militar (BPM), com sede em Farroupilha, o Mocovi já tinha recursos para a compra de um drone. Mas a comunidade achou que seria importante adquirir mais um para contemplar tanto a Brigada quanto a Polícia Civil. 

O modelo sugerido para as atividades que a Brigada pretende empreender custa cerca de R$ 6,5 mil. A ideia, conforme Amaral, é de que os drones auxiliem no policiamento comunitário.

— Temos furtos de carros e, muitas vezes, eles ficam escondidos em áreas verdes por alguns dias até serem desmanchados. Com o auxílio dos drones, poderíamos ampliar essa varredura — exemplifica.

O comandante do 36º BPM destaca também que o recurso já é utilizado em outras cidades, principalmente pelo policiamento rodoviário e ambiental, e que Farroupilha já utilizou o equipamento emprestado em operações específicas, que atestaram sua utilidade.

 Leia também
Carro invade açude e homem morre no interior de Nova Prata
Após relatos de moradores, técnicos da Universidade de Brasília investigam novo tremor em Caxias 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros