Comunidade de Bento Gonçalves quer ajudar Willian em tratamento de células-tronco - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Ajude30/11/2018 | 20h14Atualizada em 30/11/2018 | 20h14

Comunidade de Bento Gonçalves quer ajudar Willian em tratamento de células-tronco

Destino será hospital especializado em tratamento de células-tronco na Tailândia

Comunidade de Bento Gonçalves quer ajudar Willian em tratamento de células-tronco Felipe Nyland/Agencia RBS
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Ações solidárias organizadas pela comunidade de Bento Gonçalves querem ajudar a custear o tratamento de Willian Pires, 16 anos. O jovem supera diariamente uma sequência de problemas de saúde que começou aos três anos. Naquela época, em 2004, a internação devido a uma crise de laringite e bronquite obrigou o menino a permanecer na UTI. Após ser entubado, ele perdeu a oxigenação. Como consequência, sofreu várias paradas respiratórias e desenvolveu paralisia cerebral. A família luta hoje para arrecadar fundos e levar o jovem para um hospital especializado em tratamento de células-tronco na Tailândia.

A mãe de Willian, Rejane Terezinha da Rocha, é incansável na missão de tentar melhorar a qualidade de vida do filho. É difícil para a mãe, que assistiu ao nascimento e desenvolvimento saudável do filho, enxergá-lo em uma cadeira de rodas. Willian tem dificuldade de enxergar, de falar e de se mover. Se for submetido ao tratamento no Hospital Beike Acceptance Leller, na Tailândia, ele pode ter significativo avanço na função motora, na visão, na força muscular, na deglutição e na fala. Se de um lado está uma lista infinita de benefícios que podem resultar deste tratamento, do outro, está o alto custo. A medicação e os gastos voltados ao tratamento custam R$ 130 mil. Há também os gastos em passagem e hotel e a permanência naquele país por 22 dias. Por isso, a meta é alcançar R$ 150 mil.

_ O ideal seria levar minha filha junto na viagem para, que eu possa ir ao banheiro mais tranquila, por exemplo, e não deixá-lo sozinho _ observa Rejane.

Um bingo, uma rifa e um pedágio solidário serão realizados para ajudar a família. Willian mora com os pais e a irmã no bairro Licorsul, em Bento Gonçalves, e depende da ajuda de uma pessoa para executar qualquer atividade. 

COMO AJUDAR

:: Pelo link da vaquinha virtual, 

:: A família precisa de brindes para o bingo, que podem ser doados pela comunidade. 

:: Qualquer quantia é bem-vinda. Doações podem ser feitas para Rejane Terezinha da Rocha pela Caixa Econômica Federal. Os dados são: Agência: 3674 Operação: 013 Conta: 2817-2

:: Cartelas do bingo, números de rifa e contribuições espontâneas podem ser encaminhadas com a mãe pelo telefone (54) 99636-1573.

 Leia também:
Após cinco anos separados, Monette chega a Caxias com filhos que moravam no Haiti
Monette Esperance viaja para buscar filhos que não vê há cinco anos   


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros