Ações marcam o Dia Nacional do Doador de Sangue em Caxias do Sul  - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Doação de Sangue22/11/2018 | 17h19Atualizada em 22/11/2018 | 17h19

Ações marcam o Dia Nacional do Doador de Sangue em Caxias do Sul 

No Hemocs, que atende a 16 hospitais, nesta sexta-feira, doadores poderão tirar fotos e postar nas redes sociais

Ações marcam o Dia Nacional do Doador de Sangue em Caxias do Sul  Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Você sabia que uma doação de sangue pode salvar a vida de até quatro pessoas? E que o processo dura menos de uma hora? É por estes e outros motivos que o gesto de solidariedade é tão importante, tanto para quem doa quanto para quem recebe. Neste domingo, inclusive, comemora-se o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, e a partir de hoje haverá ações na cidade para marcar a data. 

O Hemocentro Regional de Caxias do Sul (Hemocs), referência na coleta de sangue na região, recebe cerca de 1 mil doadores por mês. O número, conforme a diretora Carolina Karam Brum, é suficiente para atender à demanda dos 16 hospitais de 49 municípios da Serra. Porém, geralmente os estoques sofrem uma baixa no período de festas e férias de verão, por isso, a solidariedade _ necessária em todos os meses do ano _ é ainda mais importante nesta época. 

— Geralmente, em janeiro ou fevereiro fazemos chamamentos com a ajuda da mídia e entramos em contato com as pessoas cadastradas no nosso sistema, porque há uma queda nas doações — explica Carolina.

Quem sabe bem a importância de ajudar o próximo é a agente de saúde Neide Denise Poersch, 28 anos, moradora de Caxias. Ela pratica o gesto solidário há 10 anos. No ano passado, a mãe dela precisou receber sangue em função de um problema de saúde.

— Eu comecei doando em uma gincana da escola. A partir daí, continuei doando todos os anos. É a chance que a gente tem de ajudar a salvar uma vida — diz.

Para quem nunca doou, é importante ressaltar que o procedimento não é demorado: cadastro, testes, triagem, coleta e lanche demoram cerca de 40 minutos. Durante cada doação, são retirados até 450 mililitros (uma pessoa adulta tem, aproximadamente, cinco litros de sangue no organismo). Segundo a diretora do Hemocs, os tipos sanguíneos mais requisitados são o O positivo e o O negativo.

— Fazemos o apelo para que as pessoas que nunca doaram, venham doar. Desejamos que elas criem esse hábito de ajudar com responsabilidade — pede a diretora. 

Doações em grupo são sempre bem-vindas, conforme o órgão, e podem ser agendadas com antecedência pelo telefone (54) 3290-4580.

AÇÕES

HEMOCS

:: Nesta sexta, o Hemocentro Regional de Caxias do Sul (Hemocs) promove uma ação de acolhimento aos doadores. Será montado um painel para os usuários tirarem fotos que posteriormente serão postadas na página no Facebook. O Hemocs atende na Rua Ernesto Alves, Centro, das 8h30min às 17h, de segunda a sexta-feira; e das 8h às 11h30min, no sábado.

Banco de Sangue

:: Em comemoração ao Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, o Banco de Sangue de Caxias do Sul está oferecendo lanches especiais e brindes aos doadores até sábado.  O endereço é Rua Garibaldi, 476. Atende de segunda à sexta-feira, das 12h às 18h, e sábados, das 7h30min às 12h.

:: O Banco de Sangue está com falta principalmente dos tipos O positivo e O negativo.

HEMOVITA 

:: O Hemovita entregará brindes aos doadores e terá sorteio de vales-almoço com parceria de um restaurante para quem doar nesta sexta-feira. O atendimento ocorre na Rua Sinimbu, 520, de segunda à sexta, das 8h às 11h30min e 13h30min às 17h.

Para doar 

Requisitos:

:: Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos. Menores de 18 anos devem apresentar consentimento formal do responsável legal.

:: Pesar no mínimo 50kg.

:: Estar alimentado. Evite alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação.

:: Caso seja após o almoço, aguardar duas horas.

:: Ter dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas.

:: Apresentar documento de identificação com fotografia, emitido por órgão oficial, como carteira de Identidade, Carteira Nacional de Habilitação, Carteira de Trabalho, Passaporte, Registro Nacional de Estrangeiro, Certificado de Reservista ou Carteira Profissional emitida por classe.

:: A frequência máxima é de quatro doações anuais para o homem e de três doações anuais para a mulher. O intervalo mínimo deve ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.

Impedimentos temporários:

:: Gripe, resfriado e febre: aguardar sete dias após o desaparecimento dos sintomas.

:: Período gestacional.

:: Período pós-gravidez: 90 dias para parto normal e 180 dias para cesariana.

:: Amamentação: até 12 meses após o parto.

:: Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação.

:: Tatuagem e ou piercing nos últimos seis meses (piercing em cavidade oral ou região genital impedem a doação).

:: Extração dentária: 72 horas.

:: Apendicite, hérnia, amigdalectomia, varizes: três meses.

:: Colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem sequelas graves, tireoidectomia, colectomia: seis meses.

:: Transfusão de sangue: um ano.

:: Vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina.

:: Exames ou procedimentos com utilização de endoscópio nos últimos seis meses.

:: Ter sido exposto a situações de risco acrescido para infecções sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses após a exposição).

Impedimentos definitivos:

:: Ter passado por um quadro de hepatite após os 11 anos de idade.

:: Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue:  Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas;

:: Uso de drogas ilícitas injetáveis.

:: Malária.

Fonte: Ministério da Saúde

Leia também:
Iotti: proibição da vista de escolas à Câmara de Vereadores 
Quase 20 anos após estupro, homem é localizado em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros