Abastecimento de água em Gramado e Canela deve ser normalizado até a madrugada de quinta - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Serra Gaúcha21/11/2018 | 15h11Atualizada em 21/11/2018 | 15h11

Abastecimento de água em Gramado e Canela deve ser normalizado até a madrugada de quinta

Previsão da Corsan é de que trabalhos sejam concluídos às 18h desta quarta, mas retomada do serviço deve ser gradual

Abastecimento de água em Gramado e Canela deve ser normalizado até a madrugada de quinta Carlos Borges/Divulgação
Novo reservatório foi inaugurado em setembro Foto: Carlos Borges / Divulgação

 O abastecimento de água em Gramado e Canela, interrompido nesta quarta-feira (21) para obras, está previsto para ser normalizado ao longo da madrugada de quinta-feira (22). A parada no serviço começou por volta das 8h para a interligação da nova adutora, que deve reforçar em 30% o sistema de distribuição nas duas cidades.

Leia mais:
Gramado terá abastecimento de água interrompido para obras 

Segundo o diretor de operações da Companhia Rio Grandense de Saneamento (Corsan), Eduardo Carvalho, embora o trabalho esteja previsto para terminar às 18h, com a retomada do abastecimento, a normalização vai levar algum tempo devido à necessidade de preencher os reservatórios.

— O que ficou acumulado nos reservatórios tem ao longo do dia e também tem as caixas d'água das casas. Claro que pode acabar, mas nem todos vão sentir — afirma.

A nova adutora tem cerca de três quilômetros e segue da represa, em São Francisco de Paula, até as margens da RS-235, que liga o município a Canela, onde se encontra com o restante da rede. A estrutura vai permitir ampliar a vazão do sistema para dar conta do consumo registrado principalmente em Gramado, que tem sofrido com falta d'água em pontos da cidade. Um novo reservatório foi inaugurado em setembro, mas, segundo Carvalho, ele não opera de forma plena porque depende do funcionamento da nova tubulação.

A previsão da Corsan é de que a operação da adutora comece na quarta-feira (28) ou na quinta-feira (29) da próxima semana. Isso porque é preciso aguardar sete dias para a secagem de suportes de concreto que serão instalados no entorno da tubulação. O funcionamento pleno do sistema, porém, está previsto para o fim do mês, devido à eventual necessidade de ajustes.

Além das obras na rede, também ocorrem trabalhos nas duas estações de tratamento em Canela. De acordo com Carvalho, o objetivo é preparar as estruturas para o recebimento de maior quantidade de água bruta. 

Leia também:
Mirante: pedido sobre diárias de ex-prefeitos de Caxias gera reações

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros