Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias sofre 29 alterações na Câmara de Bento Gonçalves - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

LDO30/10/2018 | 16h55Atualizada em 30/10/2018 | 16h55

Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias sofre 29 alterações na Câmara de Bento Gonçalves

No total, foram remanejados R$ 5.360 milhões

Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias sofre 29 alterações na Câmara de Bento Gonçalves Divulgação/Câmara Municipal de Bento Gonçalves
Projeto foi aprovado nesta semana na Câmara de Vereadores Foto: Divulgação / Câmara Municipal de Bento Gonçalves

O projeto de lei de diretrizes orçamentárias (LDO) de 2019 de Bento Gonçalves sofreu 29 alterações propostas pelos vereadores. Com isso, a previsão de investimentos ficou diferente da que constava no documento elaborado pelo Poder Executivo. No total, foram remanejados R$ 5.360 milhões. O projeto foi aprovado na segunda-feira (29). Agora, está em fase de redação final e, depois, segue para a sanção do prefeito Guilherme Pasin (PP). 

As mudanças feitas pelos parlamentares retiraram verbas principalmente da Secretaria da Administração e do Gabinete do Prefeito, com serviços como o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (IPURB) e a Coordenadoria de Tecnologia de Informação e Comunicação (CTEC). Com isso, foram beneficiadas áreas como saúde, educação, obras, agricultura, habitação e assistência social, juventude e esporte. Para a própria Câmara de Vereadores, foi destinado R$ 1,5 milhão direcionado inicialmente pela prefeitura para a Secretaria de Administração. 

Em alguns casos, houve remanejamento dentro das própria secretaria. Por exemplo, a retirada de R$ 300 mil da limpeza urbana para prever uso do valor na pavimentação de ruas. Os dois serviços integram a Secretaria de Obras. 

A proposta para o exercício financeiro de 2019 soma um total de R$ 516 milhões em Bento Gonçalves. A LDO é utilizada para estabelecer metas e prioridades para o município e orientar a elaboração do orçamento anual.

Flores da Cunha encaminha orçamento

A prefeitura de Flores da Cunha encaminha nesta terça-feira (30) o orçamento 2019 para apreciação da Câmara de Vereadores. Para o Poder Executivo, o valor projetado para o ano que vem é de R$ 99.955.118,00. A peça orçamentária ainda prevê o valor do Fundo de Previdência dos Servidores (FUPREV), que corresponde a R$ 20.308.800,00. O Orçamento do Legislativo alcança R$ 1.811,00.

Leia também:
Economia caxiense deve crescer 8% este ano
Memorial Atelier Zambelli, em Caxias, recebe reforma para evitar infiltrações

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros