Prefeitura de Caxias vai contratar empréstimo para reformar parte da Maesa - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Empréstimo30/10/2018 | 15h30Atualizada em 30/10/2018 | 15h30

Prefeitura de Caxias vai contratar empréstimo para reformar parte da Maesa

Recursos de até R$ 50 milhões também serão empregados em outras frentes, como câmeras de monitoramento e sistemas para economizar gastos de telefonia e energia

Prefeitura de Caxias vai contratar empréstimo para reformar parte da Maesa Felipe Nyland/Agencia RBS
Secretaria da Segurança de Caxias do Sul ocupará uma parte do complexo histórico Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

O prefeito Daniel Guerra (PRB) sancionou nesta terça-feira (30) o projeto de lei que prevê que o município contrate empréstimos de até R$ 50 milhões para aporte em quatro áreas da administração pública: comunicação e informática; segurança pública; máquinas e equipamentos; e infraestrutura administrativa. Entre os investimentos previstos pelo projeto, está a reforma da Maesa e a transferência da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Proteção Social (SMSPPS) para o local.

  Leia mais:
Plano de ocupação da Maesa, em Caxias, terá três etapas
Voges paga aluguéis atrasados da Maesa, em Caxias, em conta judicial
Prefeitura garante manutenção emergencial no complexo da Maesa, em Caxias  

Segundo a secretária de Gestão e Finanças, Magda Wormann, ainda não existe data definida para a reforma e transferência da secretaria, uma vez que as operações de crédito ainda não foram contratadas pelo município. Ela salienta, no entanto, que existe um projeto que será ampliado para investimento em câmeras de monitoramento na estrutura da Maesa e também em outras regiões de Caxias do Sul.  Além disso, também devem ser adquiridos novos equipamentos para a Guarda Municipal. 

Ainda de acordo com a secretária, não é necessário que o município contrate os empréstimos na sua totalidade. As operações de crédito podem ser feitas com diversas instituições bancárias. A partir dos empréstimos dos recursos, existem outras iniciativas previstas, como a implantação de um novo modelo de telefonia na administração via internet e sistema de energia fotovoltaica (como é chamada a geração de energia por meio da luz solar).

O prédio da Maesa está sendo ocupado atualmente pela Metalcorte Fundição e a data de desocupação depende de definição da 2ª Vara Cível de Caxias do Sul.  O município ingressou com ação para retomar o prédio, diante do descumprimento do cronograma de desocupação da área da Maesa, previsto para ser concluído em julho.

Leia também:
Parquímetros de Gramado terão reajuste de 8,26% a partir de quinta

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros