Postão de Caxias segue atendendo pacientes que chegam à unidade  - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 

Saúde02/10/2018 | 14h25Atualizada em 02/10/2018 | 14h46

Postão de Caxias segue atendendo pacientes que chegam à unidade 

Equipe de profissionais que atua no local é contrária ao fechamento para obras

Postão de Caxias segue atendendo pacientes que chegam à unidade  Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Joarita Machado, 23 anos, buscou atendimento no Postão para o filho que estava com crise e chegou no meio da manifestação Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

A equipe de servidores do Pronto-Atendimento 24h de Caxias do Sul, o Postão, segue atendendo os pacientes que chegam ao local, mesmo sem definição oficial de como se dará o funcionamento da unidade durante a reforma e ampliação prevista para começar na semana que vem. Segundo a empreiteira responsável pela obra, o prédio deverá ser entregue vazio.

Na manhã desta terça-feira, duas crianças em situação de emergência chegaram à unidade, uma delas em uma crise severa de asma.

— Cheguei com meu filho e quase não tive atendimento. Se estivesse fechado não saberia o que fazer. Aqui o atendimento é bom e só pego um ônibus para vir para cá. Na UPA (Zona Norte), por exemplo, preciso pegar quatro ônibus — comenta Joarita Machado, 23 anos, mãe de uma das crianças.

Leia mais
HG confirma que receberá pacientes do Postão de Caxias que deve fechar para obras
Conselheiros de Saúde protestam contra fechamento do Postão 24H em Caxias
Postão de Caxias deve fechar para reforma

Segundo a médica Elizabeth Tereza Bernardi, que atua no PA desde a sua criação, 28 anos atrás, no momento em que os pacientes chegaram, o Postão estava "sitiado" e isolado com gradis dispostos pela prefeitura. Guardas municipais foram acionados para evitar tumultos no local. 

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 02/10/2018. Conselheiros de Saúde protestam contra fechamento do Postão 24H, para reformas, em Caxias do Sul. (Diogo Sallaberry/Agência RBS)
Gradis colocados pela prefeitura isolavam o Postão foram retirados por representantes da comunidadeFoto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

A médica apoia a manifestação que conselheiros, servidores e sindicalistas fazem no entorno do PA desde o começo desta manhã. 

– O povo acolheu a nossa ideia, veio se manifestar para salvar o nosso Postão. Já tivemos que fazer isso em uma vez anterior. Agora, novamente. E vamos fazer quantas forem necessárias — disse a médica.

Até o início da tarde, os profissionais que atuam no local não tinham recebido nenhuma orientação por parte da administração pública ou de gestores diretos sobre como será o funcionamento da unidade nos próximos dias e durante as obras.

— Resposta nenhuma da parte da prefeitura. (A mobilização) vai continuar até que haja uma resolução do caso. Pretendemos ficar aqui dentro, atendendo até que a gente, se não tiver outra alternativa, tiver que sair — disse a médica.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros