Nove casas no bairro São José permanecem interditadas após incêndio em metalúrgica - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Caxias do Sul19/10/2018 | 10h15Atualizada em 19/10/2018 | 10h15

Nove casas no bairro São José permanecem interditadas após incêndio em metalúrgica

Desinterdição só ocorre após empresa comprovar laudo de Plano de Prevenção Contra Incêndios (PPCI) 

Nove casas no bairro São José permanecem interditadas após incêndio em metalúrgica Lucas Amorelli/Agencia RBS
Incêndio iniciou no segundo andar da metalúrgica e deixou estrutura com risco de desbamento Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Após o incêndio que atingiu a metalúrgica Dallmac, no bairro São José, em Caxias do Sul, na tarde desta terça-feira (16), segue o trabalho de monitoramento do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil para dar assistência e garantir a segurança dos moradores que estão no entorno. Segundo 5º Batalhão de Bombeiros Militar (BBM), nove casas situadas na mesma área foram interditadas por conta do risco de desabamento de parte da estrutura de um dos pavilhões da metalúrgica, situado no segundo andar, que foi o principal foco das chamas.  

Conforme o comandante 5º Batalhão de Bombeiros Militar (BBM), Julimar Fortes Pinheiro, a desinterdição das moradias não possui estimativa para ser realizada, uma vez que depende de laudo técnico do Plano de Prevenção de Incêndios (PPCI) e de perícia do Instituto Geral de Perícias (IGP) que aponte as causas do incêndio.  

— Houve apenas uma interdição prévia. Agora, dentro dos próximos 30 dias, a empresa deve apresentar a documentação referente ao PPCI para que possamos realizar a vistoria do local. Caso não apresente dentro desse prazo, começa a ser alvo de multa — salienta o comandante.   

De acordo com a secretaria municipal de Habitação, Elizandro Fiuza a empresa está arcando com os custos de remoção das famílias que residem nas casas que correm risco de ser atingidas com um eventual desabamento da estrutura da metalúrgica.  

— Nós estamos atuando dentro do que é possível para ajudar essas famílias. Porém, como o incêndio foi registrado em um estabelecimento privado, a própria empresa se colocou à disposição para arcar com os custos de hotéis para as pessoas que residem nesses lugares – salienta Fuiza. 

A Dallmac tem cerca de 145 trabalhadores. A empresa tem uma estrutura de oito pavilhões e fabrica acessórios para confecções.

Leia também
Estudante de Farroupilha cria campanha para comprar medicação de R$ 7 mil
Outubro Rosa: UBSs de Caxias abrirão neste sábado para exames femininos

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros