Mesmo com fim da concessão, cobrança de ingresso no Ninho das Águias permanece - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Nova Petrópolis13/10/2018 | 14h20Atualizada em 13/10/2018 | 14h56

Mesmo com fim da concessão, cobrança de ingresso no Ninho das Águias permanece

Prefeitura encerrou contrato com associação escolhida para administrar o atrativo turístico

Mesmo com fim da concessão, cobrança de ingresso no Ninho das Águias permanece Roni Rigon/Agencia RBS
Ingresso para o público em geral acessar o Ninho das Águias custa R$ 10 Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

 A prefeitura de Nova Petrópolis rescindiu o contrato de cessão de uso do Ninho das Águias, mas seguirá cobrando o ingresso para acessar o atrativo turístico. O valor é de R$ 10. Crianças, estudantes e pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 5. São isentas crianças com menos de cinco anos e moradores do município mediante comprovação. 

O Ninho das Águias continuará com segurança 24 horas e sistema de videomonitoramento, limpeza dos banheiros e manutenção do gramado e jardins. Os serviços de internet gratuita e câmeras ao vivo estão momentaneamente indisponíveis para o público. Também não há previsão para a realização de eventos ou apresentações musicais no local.

Leia mais
Acesso ao Ninho das Águias, em Nova Petrópolis, terá mais 300 metros de pavimentação

O encerramento do contrato com a Associação Clube Ninho das Águias ocorreu no início do mês. A administração municipal alega que houve descumprimento de cláusulas contratuais e irregularidades no pagamento de contas. 

Conforme a prefeitura, a entidade utilizou irregularmente cerca de R$ 240 mil. O relatório apontou que a contratação de serviços de  segurança, entretenimento, marketing, instalações elétricas e eletrônicas foi feita sem consentimento prévio do município. Isso também ocorreu, de acordo com o poder público, na compra de itens de informática, instalação de internet, confecção de camisetas e na realização de obras de infraestrutura. 

De acordo com a diretora do Núcleo de Contratos Administrativos da prefeitura, Maristela Rocha, foram constatados pagamentos de despesas anteriores ao início do contrato no início de 2017. A prefeitura diz que vai cobrar da Associação Clube Ninho das Águias de Voo Livre o ressarcimento desses valores.

Já o presidente da associação, Marcel Marsillac, diz que não houve superfaturamento ou desvio de recursos. Ele garante que os itens foram comprados pelo menor preço, conforme prevê a licitação. Segundo ele, os investimentos foram comunicados formalmente à prefeitura de forma oral. Marsillac alega que o contrato foi encerrado por questões políticas após ele ter levado denúncias ao Ministério Público sobre supostas irregularidades no processo de concessão do Parque Aldeia do Imigrante. 

Porém, a diretora do Núcleo de Contratos Administrativos afirma que existe exigência legal de que os investimentos tenham autorização por escrito. Ela também descarta que há perseguição política e diz que o tema foi tratado de forma técnica. 

Voos no Ninho das Águias

Os voos prosseguem  normalmente no Ninho das Águias. Quem quiser voar nas rampas oeste e norte do atrativo turístico deve buscar Associação Clube Ninho das Águias de Voo Livre, que coordena os voos.

Leia também
Referência: Gerard Mauricio Fonseca ganhou respeito da comunidade
O que faz com que crianças e adolescentes fiquem anos em acolhimento
Os lados positivos e negativos da possível gestão compartilhada do Postão em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros