Ladrões deixam Casa de Pedra novamente às escuras em Caxias  - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Patrimônio exposto18/10/2018 | 16h10Atualizada em 18/10/2018 | 17h58

Ladrões deixam Casa de Pedra novamente às escuras em Caxias 

Criminosos furtaram fiação duas vezes em apenas sete dias

Ladrões deixam Casa de Pedra novamente às escuras em Caxias  Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Atendimento está sendo mantido para não prejudicar a visitação de estudantes Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Em apenas sete dias em outubro, o Museu Casa de Pedra, em Caxias do Sul, teve a fiação furtada duas vezes, o que deve deixar o prédio sem energia elétrica pelo menos até a próxima semana. O atendimento só está sendo mantido graças ao tempo mais claro dos últimos dias, o que favorece a iluminação natural nos ambientes. A situação evidencia que o padrão de segurança adotado para o patrimônio histórico está obsoleto. A Secretaria Municipal de Cultura reconhece o problema e garante estar buscando alternativas para impedir ações criminosas. 

Leia mais
Após novo furto da fiação elétrica, Casa de Pedra segue aberta a visitantes em Caxias
Furto de cabos elétricos deixa a Casa de Pedra, em Caxias, sem atendimento ao público

Mesmo que o conserto seja providenciado, o risco de um novo ataque é cogitado por vários motivos. Um deles é a facilidade de acesso ao local. Não há cercas para impedir a a circulação de pessoas no pátio. O outro é a falta de vigilância fixa, pois a Guarda Municipal não tem como deixar um servidor no local por falta de efetivo.

No último furto, registrado na segunda-feira, dia 8, os ladrões arrancaram a fiação dos canos instalados perto do parreiral, quase em frente à porta principal do museu.  Na terça-feira, dia 2 de outubro, os criminosos puxaram os fios pelo mesmo local. A diferença em relação ao primeiro ataque é que a quantidade de material levado da última vez é maior, segundo Daniela Fraga, diretora da Divisão de Museus, Daniela Fraga. 

Em dezembro do ano passado, a Casa de Pedra permaneceu vários dias fechada também por culpa de um furto da fiação. Desta vez, o atendimento foi mantido porque muitas escolas da cidade já haviam agendado visitas e o processo para a compra de material de reposição está mais ágil. Outros ataques já ocorreram em anos anteriores.

— Com o primeiro furto (do início do mês), não suspendemos as atividades para não prejudicar o público e porque o conserto seria rápido. Mas infelizmente concluímos os reparos na sexta-feira (dia 5) e na segunda-feira (dia 8) vieram aqui e furtaram de novo — desabafa Daniela.

Os dois furtos recentes causaram um prejuízo de cerca de R$ 2 mil apenas em material de reposição — a mão de obra para o conserto é da equipe de manutenção da Secretaria da Cultura.

— Sabemos que o recurso gasto para repor a fiação poderia ser usado em outras ações da Cultura. O prejuízo também é receber as pessoas num ambiente não adequado — lamenta a diretora.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 18/10/2018. Casa de Pedra tem fiação roubada. (Diogo Sallaberry/Agência RBS)
Prefeitura promete rever segurança no localFoto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Possibilidades existem, mas processo é lento

A Secretaria da Cultura avalia alternativas para prevenir os ataques em parceria com outros setores da prefeitura, mas Daniela Fraga ressalta que as soluções não são tão simples como parecem. 

Conforme a diretora, o cercamento poderia impedir o acesso de ladrões e vândalos, mas a Casa de Pedra é um patrimônio tombado. Qualquer obra no local precisa de análise e aprovação do Conselho Municipal de Patrimônio Histórico e Cultural (Compahc). Por outro lado, uma intervenção drástica, caso a instalação de cerca, descaracterizaria o imóvel histórico. Entre as demais possibilidades, está a implantação de fiação aérea, concretagem das caixas de luz e colocação de câmeras.

— Estamos sim avaliando como proteger o museu, mas são processos lentos — adianta Daniela.

A Guarda Municipal prometeu ampliar as rondas no local. 

O horário de atendimento do museu é de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados, das 11h às 17h. 

Leia também
Ginásio de escola de Caxias volta a ter luz após mais de quatro meses
Secretaria da Saúde de Caxias do Sul restringe transporte de órgãos para outros municípios
Mulher denuncia companheiro por venda de drogas em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros