Granizo provoca perdas de até 100% em lavouras de frutas em Nova Pádua, na Serra - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Prejuízo na agricultura03/10/2018 | 14h54Atualizada em 03/10/2018 | 14h54

Granizo provoca perdas de até 100% em lavouras de frutas em Nova Pádua, na Serra

Temporal atingiu a região pouco antes das 3h desta quarta-feira (3)

Granizo provoca perdas de até 100% em lavouras de frutas em Nova Pádua, na Serra Rodrigo Rossi/Divulgação
Lavouras de pêssego foram danificadas pelo granizo em Nova Pádua Foto: Rodrigo Rossi / Divulgação

O granizo que atingiu pontos da Serra Gaúcha na madrugada desta quarta-feira (3) causou prejuízo em pelo menos 150 propriedades rurais do município de Nova Pádua, segundo estimativa inicial da prefeitura. Um levantamento dos estragos está sendo feito na manhã desta quarta (3). O granizo atingiu comunidades do interior pouco antes das 3h.

Conforme o prefeito Ronaldo Boniatti, as maiores perdas foram registradas em lavouras de pêssego. Em alguns casos, o prejuízo chegou a 100%, como na propriedade de Daniel Rossi, no distrito de Belvedere Sonda. Ele lamenta o fato de que, após um inverno com frio constante e início de primavera quente, os pessegueiros estavam carregados e havia uma perspectiva de safra cheia.

— Estava tudo perfeito, tudo muito bonito. Neste ano, iria dar safra super cheia. Seria uma safra perfeita. Infelizmente, se foi... — lamenta Rossi.

O pêssego seria colhido em novembro. Também foi de 100% a perda de peras, que seriam colhidas em fevereiro, na propriedade de oito hectares. Já a perda da uva foi de 80%. O  agricultor não tem seguro para pêssego e pera porque, conforme ele, o valor é alto. Já as uvas têm seguro. A perda nesse caso foi principalmente em variedades mais precoces, como Niágara e Bordô, mas também houve danos à uva Isabel.

O município de Nova Roma do Sul também registrou perdas em lavouras de uva e também de cebola. Conforme a Emater, os maiores danos foram em propriedades das comunidades de São Luiz e Castro Alves. Em alguns casos, a perda em plantações de cebola ficou próxima dos 100%; já em relação aos parreirais, algumas propriedades perderam mais da metade da produção.

Granizo atinge área central de Cotiporã 

Granizo que atingiu a área urbana de Cotiporã na quarta-feira (03/10/2018).
Em Cotiporã, o granizo atingiu a área urbana do municípioFoto: Ana Júlia Griguol / Prefeitura de Cotiporã

Em Cotiporã, também houve registro de forte temporal de granizo por volta das 3h. O temporal atingiu principalmente a área urbana da cidade, com alguns danos registrados em telhados de residências, mas sem estragos significativos.  Também houve danos a lavouras próximas à área urbana.

A ponte que liga Cotiporã a Bento Gonçalves, no Rio das Antas, está submersa na manhã desta quarta. O caminho alternativo entre os municípios é via Veranópolis pela BR-470.

Leia também
Chuva de granizo provoca estragos em moradias de Cotiporã
Ponte entre Cotiporã e Bento Gonçalves está submersa em decorrência da chuva

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros