Granizo causa estragos na agricultura em mais de 10 municípios da Serra - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Temporais31/10/2018 | 12h24

Granizo causa estragos na agricultura em mais de 10 municípios da Serra

Nova Roma do Sul foi uma das cidades mais atingidas

Granizo causa estragos na agricultura em mais de 10 municípios da Serra Douglas Pasuch/Divulgação
Em Nova Roma do Sul, estimativa de perdas em parreirais de uva e em pomares de pêssego chega a 80% Foto: Douglas Pasuch / Divulgação

São pelo menos 12 municípios os mais atingidos pelos temporais da madrugada desta quarta-feira (31) na região da Serra. Em Nova Roma do Sul, a produção teve 80% de perdas, principalmente nas parreiras de uva e em pessegueiros, segundo levantamento preliminar da prefeitura. 

— Estamos preocupados com a economia do município já que a uva é o carro-chefe da cidade — destacou o prefeito Douglas Pasuch.

Os outros municípios que tiveram prejuízos de produção foram Monte Belo do Sul, Bento Gonçalves, Antônio Prado, Ipê, Farroupilha, Pinto Bandeira, Campestre da Serra, Bom Jesus, Nova Pádua, Flores da Cunha e Caxias do Sul.

Leia mais
Chuva de granizo danifica moradias em Bom Jesus
Granizo causa danos nas zonas rural e urbana de São Marcos
Temporal causa destelhamento de centenas de casas em Flores da Cunha
Temporal com vento forte destelha casas e derruba árvores em Caxias e região
Árvores e postes obstruem ruas de Caxias após temporal

Localidades do interior de Caxias do Sul, como Fazenda Souza e a 6ª Légua, tiveram casos em que produtores perderam tudo. Carlos Scariot, agricultor com pouco mais de quatro hectares plantados de pêssego e ameixa, conta que perdeu tudo: 

— As pedras eram quase do tamanho de um ovo galinha e a tempestade durou uns cinco minutos. Na parte de ameixa e pêssego, a chuva levou tudo.

Scariot também produz caqui. Mesmo ainda em fase de brotação, o agricultor teme que esta cultura também possa ter sofrido algum prejuízo. Rudimar Menegotto, presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Caxias do Sul, recebeu relatos de prejuízos também em parreiras de uva e nos pomares de maçã.

Segundo o agrônomo Ênio Todeschini, da Emater Serra, nos 12 anos em que atua na função, nunca tinha tido registro de uma área tão grande de municípios atingida por granizo. Segundo Ênio, parreirais chegaram a ficar sem cachos.

— Os agricultores atingidos agora vão ter ainda um retrabalho na poda e tratamento dos machucados provocadas pelo granizo, para que as plantas não morram e não sejam atingidas por doenças, como a mufa — alerta.

A Emater ainda está fazendo o levantamento dos estragos em cada cidade. Conforme Todeschini, o problema foi mesmo a chuva de pedra, e não o vento. Ela atingiu a região por volta da meia-noite - um pouco antes, ou um pouco depois, dependendo da localidade.

São Marcos também registrou perdas consideráveis nas lavouras. O levantamento ainda está sendo feito nesta manhã.  Em Farroupilha, diversos agricultores relataram perdas na Linha Jacinto, conforme o Sindicato dos Trabalhadores Rurais do município. Bom Jesus, a cidade com o maior número de casas atingidas — foram 50 no levantamento do início da manhã desta quarta — ainda tinha uma estimativa de prejuízos na agricultura, mas há relatos de pomares danificados pelo granizo. 


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros