Familiares e amigos de adolescente morto por atropelamento realizam mobilização em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Serra Gaúcha20/10/2018 | 16h39Atualizada em 20/10/2018 | 16h41

Familiares e amigos de adolescente morto por atropelamento realizam mobilização em Caxias do Sul

Ato pediu punição a motorista que atropelou e matou jovem na BR-116

Familiares e amigos de adolescente morto por atropelamento realizam mobilização em Caxias do Sul Marcelo Passarella/Agência RBS
Familiares e amigos prestaram tributo à memória do jovem e fizeram uma roda de orações Foto: Marcelo Passarella / Agência RBS

Dezenas de pessoas estiveram reunidas na manhã deste sábado em frente à Catedral Diocesana de Caxias do Sul em uma mobilização de luto em função da morte do adolescente Maicon Dorneles de Oliveira, de 16 anos, que morreu atropelado na BR-116 por volta das 6h30 do dia 12 de outubro por um motorista que não prestou socorro e fugiu do local. O protesto teve o intuito de realizar um tributo à memória do jovem e pedir a punição ao motorista responsável pelo atropelamento.

 O condutor do veículo se apresentou à Polícia Civil nesta quinta-feira (18), mas não foi preso por conta da ausência de flagrante. Ele afirmou à polícia que se assustou com o atropelamento porque o local não ser propício para a travessia de pedestres. O nome do motorista não foi divulgado. 

A mobilização iniciou com uma roda de oração dos familiares e amigos do jovem. Portando cartazes e faixas de luto, eles realizaram um ato simbólico segurando balões brancos como forma de reivindicar a punição ao motorista. O irmão da vítima, Marcelo Dorneles, afirma que o protesto foi organizado para tirar uma lição de um fato como esse e conscientizar a população para que acontecimentos como esse não se repitam.  

— A gente ainda está tentando entender o que aconteceu. Percorri o lugar em que ele foi atropelado e não tem como deixar de crer que o motorista estava em alta velocidade. Por que fugiu do local? Queremos saber a identidade desse motorista — questiona.  

O atropelamento está sendo investigado pela Polícia Civil de Caxias do Sul. Os próximos passos para a conclusão do inquérito dependem dos resultados do Instituto Geral de Perícias (IGP). 

Leia também
Após movimento intenso de pacientes, procura é normal na UPA Zona Norte neste sábado
Quase metade dos motoristas abordados em blitz em Caxias estava bêbado
Caxias do Sul registra os menores índices de assaltos da década

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros