Criadora de mistura usada contra a desnutrição ensina como aproveitar alimentos em Caxias  - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Voz da experiência08/10/2018 | 10h59Atualizada em 08/10/2018 | 11h17

Criadora de mistura usada contra a desnutrição ensina como aproveitar alimentos em Caxias 

Clara Takaki Brandão aposta em cardápio de acordo com a estação e o bioma local

Criadora de mistura usada contra a desnutrição ensina como aproveitar alimentos em Caxias  Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Especialista foi uma das responsáveis por ajudar a reduzir os índices de mortalidade infantil no país Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

A criadora da famosa multimistura, componente alimentar usado para combater a desnutrição de crianças nos anos 1980 e 1990 no Brasil, está hoje em Caxias do Sul para ministrar um curso prático e gratuito sobre nutrição alternativa. A médica e nutróloga Clara Takaki Brandão, 76 anos,  veio a convite da Associação Motivando e Organizando Rumos (Amor) - Casa do Bem e explicará como a população pode aproveitar melhor a mistura de alimentos para promover a saúde.

Durante anos, Clara teve forte atuação na Pastoral da Criança, entidade liderada pela falecida sanitarista Zilda Arns. Atualmente residindo em Brasília, a médica não difunde mais a ideia da multimistura e também não está mais ligada à pastoral, mas segue desenvolvendo ações de combate à fome por meio de palestras e cursos. A atividade em Caxias, por exemplo, aborda o aproveitamento da alimentação de acordo com o bioma local e a disponibilidade de frutas, legumes e verduras da estação. Para ela, é possível promover a saúde quando se aproveita os pratos produzidos com alimentos mais comuns desse período e também das hortas perenes, tipo de vegetal que não exige muita manutenção e adubo. 

— No inverno, por exemplo, tem muita hortaliça, muita fruta cítrica, que tem vitamina C e outras vitaminas que são fundamentais. O interessante é que as coisas da época são mais baratas, são as que lavouras produzem mais, usam menos agrotóxicos — lembra a médica.

Clara também dará dicas de como aproveitar todas as partes de um alimento.

— Cito o caso da abóbora. Geralmente só se usa a polpa, mas a folha, a flor, a casca e a semente têm altos valores nutritivos e complementares, mas são descartados. 

O curso Alimentação Inteligente, Comer Bem e Horta Perene já teve aulas no final de semana em Boa Vista do Sul. Em Caxias, a atividade ocorre até as 17h na Pastoral da Criança, que atende no Centro Diocesano de Formação Pastoral (Rua Dr. Emílio Ataliba Finger, 685, bairro Colina Sorriso). Dependendo da quantidade de interessados, um novo grupo será formado para uma segunda aula na terça-feira. Informações: (54) 99989-4443, com Susana.

Leia também
Sem manutenção, orelhões se tornaram um estorvo nas ruas de Caxias
Como funcionam e quais são os arranjos produtivos da Serra
Bolsonaro e Haddad decidirão eleição no segundo turno
Eduardo Leite e Sartori disputarão segundo turno para o governo do RS


53.html">

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros