Atrasada há um ano e meio, pavimentação da rua Luiz Covolan, em Caxias, é prorrogada - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Rota Nova 19/10/2018 | 14h45Atualizada em 19/10/2018 | 14h45

Atrasada há um ano e meio, pavimentação da rua Luiz Covolan, em Caxias, é prorrogada

Contrato foi assinado em 2016 com valor de R$ 6,4 milhões

Atrasada há um ano e meio, pavimentação da rua Luiz Covolan, em Caxias, é prorrogada Douglas Barreto /Rádio Gaúcha
Asfaltamento da rua Luiz Covolan faz parte do projeto do loteamento Rota Nova Foto: Douglas Barreto / Rádio Gaúcha

A conclusão da pavimentação da rua Luiz Covolan, até o loteamento Mattioda, em Caxias do Sul, foi prorrogada pela quarta vez. A obra faz parte das intervenções do loteamento Rota Nova em Caxias do Sul e o objetivo é facilitar o acesso dos moradores, que passaram a habitar no local há pouco mais de um ano. O contrato foi assinado em 2016 no valor de R$ 6,4 milhões com a empresa Dalfovo Engenharia. 

Leia mais:
Prefeitura de Caxias considera que projeto de loteamento popular foi bem-sucedido
Rota Nova, em Caxias, está fora do perímetro de entregas, segundo Correios 

O projeto abrange 1,6 km da via, com a recuperação de um trecho que já era pavimentado entre a ponte sobre o Arroio Tega e o Bairro Reolon, e novo asfalto em outro trecho até o Mattioda. Além da pavimentação, o projeto prevê terraplanagem, drenagem e sinalização.

A ordem de início da obra foi dada em 26 de abril de 2016, com previsão de um ano para a execução. Decorrido esse primeiro prazo e com o serviço ainda incompleto, foi feito um aditivo ao contrato original por um período de seis meses, que encerrou em outubro do ano passado. De lá para cá, foram assinados mais três aditivos, o último deles celebrado na última quarta-feira (17) e com prazo estendido de mais quatro meses para realização da obra, até 17 de fevereiro de 2019.

O loteamento Rota Nova foi entregue para 420 famílias que viviam às margens da Rota do Sol, nos bairros Cidade Industrial e Santa Fé. O projeto prevê ainda uma escola, que só teve a ordem de início para construção dada em junho deste ano, e um novo posto de saúde, em substituição à atual Unidade Básica de Saúde do bairro Reolon, outra obra que também teve atraso na execução.

Leia também:
Placas de monumentos da Praça Dante só devem ser repostas no ano que vem


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros