Antigo módulo da Brigada em Caxias é alvo de depredação e invasão por usuários de drogas - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Risco17/10/2018 | 07h21Atualizada em 17/10/2018 | 07h21

Antigo módulo da Brigada em Caxias é alvo de depredação e invasão por usuários de drogas

Comunidade solicita providências à prefeitura (proprietária da área) para melhorar segurança da área

Antigo módulo da Brigada em Caxias é alvo de depredação e invasão por usuários de drogas Lucas Amorelli/Agencia RBS
Módulo no bairro Santa Fé fica próximo de escola e unidade básica de saúde (UBS) Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Dos cinco  módulos da Brigada Militar que funcionavam em Caxias do Sul até 2016, apenas dois ainda estão ativos. Localizados nos parques dos Macaquinhos e no Cinquentenário, ambos são utilizados atualmente  como unidades administrativas. 

Quanto às demais estruturas, a do bairro Cruzeiro foi cedida para a Associação de Moradores e a que ficava no bairro Fátima, demolida  para a instalação de um parquinho. O maior problema, no entanto, é com relação ao antigo posto da BM no bairro Santa Fé. Em desuso há dois anos, o imóvel está em situação de abandono, é alvo frequente de depredação e abrigo para usuários de drogas. 

Em agosto deste ano, após cobranças da comunidade, o presidente da Associação de Moradores do Bairro (Amob) Santa Fé, Joevil Reis da Silva, encaminhou ofício solicitando providências do poder público em relação ao espaço, que fica na Avenida Santa Fé, ao lado da unidade básica de saúde (UBS) e próximo à Escola Municipal Angelina Sassi Comandulli. Na última semana, Joevil se reuniu com o titular da Coordenadoria de Relações Comunitárias, Claudir de Bittencourt. Conforme o líder comunitário, a prefeitura não deu perspectiva sobre o que será feito com a área.

— Só disseram que não há dinheiro para fazer nada. Sugeriram demolir. Talvez seja até melhor, para depois quem sabe construir um parquinho para as crianças. É ruim ter um espaço assim, sem uso, perto de crianças e de tanta gente que utiliza a UBS  — comenta Reis.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 12/10/2018Lugares abandonados:Lugar 1: Módulo da Brigada Militar está desativado há mais de dois anos no bairro Santa Fé. Após moradores apresentarem propostas de uso de estrutura, prefeitura alegou não ter recursos para investir e sugeriu demolir espaço. Presidente da AMOB Santa Fé, Joevil dos Reis, afirma que pretende convocar assembleia para decidir com comunidade futuro da área.Lugar 2: Terreno no bairro Vila Ipê acumula lixo despejado irregularmente por moradores.Lugar 3: Estrutura onde funcionava Clube de Mães no bairro Vila Ipê está sem uso há vários meses.(Lucas Amorelli/Agência RBS)
Presidente do bairro, Joevil dos Reis, sugere reutilização ou demolição de estruturaFoto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Um dos dificultadores para reutilização seria a própria arquitetura do módulo. Com arco de concreto que remete à identificação visual do órgão de segurança, a estrutura precisaria ser descaracterizada, com boa parte demolida. Outra proposta sugerida pelo presidente da Amob seria a utilização do espaço para a Visate, alternativa também descartada pela prefeitura.

— O ônibus para a poucos metros daqui e os motoristas e cobradores usam os banheiros da UBS. Talvez fosse interessante haver uma parceria com a Visate para que os funcionários usassem essa estrutura. O importante é não deixar ela vulnerável do jeito que está — complementa.

Invasões

Apesar de a Amob ter fechado o acesso ao antigo módulo com cadeado e cercado o terreno, as medidas não impedem as invasões. Vidros da fachada estão quebrados e no interior há resquícios de invasões. Em uma das paredes há marcas de algo queimado.

— Além de tudo, há perigo de incendiar o lugar. Já encontramos colchão ali dentro e marcas de fogo — relata o presidente da Amob.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 12/10/2018Lugares abandonados:Lugar 1: Módulo da Brigada Militar está desativado há mais de dois anos no bairro Santa Fé. Após moradores apresentarem propostas de uso de estrutura, prefeitura alegou não ter recursos para investir e sugeriu demolir espaço. Presidente da AMOB Santa Fé, Joevil dos Reis, afirma que pretende convocar assembleia para decidir com comunidade futuro da área.Lugar 2: Terreno no bairro Vila Ipê acumula lixo despejado irregularmente por moradores.Lugar 3: Estrutura onde funcionava Clube de Mães no bairro Vila Ipê está sem uso há vários meses.(Lucas Amorelli/Agência RBS)
Depredação, itens furtados e vestígios da passagem de usuários de drogas são algumas marcas do abandono de antigo móduloFoto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Ao Pioneiro, o coordenador de Relações Comunitárias, Claudir de Bittencourt, assegurou que há um processo em andamento para definir o uso futuro do antigo módulo. Uma das propostas analisadas seria justamente a ampliação de uma área de lazer.

— Existe um processo administrativo em andamento e estamos analisando alternativas para uso do local — ressalta Bittencourt.

Apesar disso, não há previsão de quando haverá definição sobre a área.

Projeto

Os módulos da BM faziam parte de um projeto iniciado no começo da década de 1990, que buscava descentralizar o policiamento ostensivo. Com a crescente contingência de efetivo e a ineficiência das unidades, gradativamente, o programa perdeu força, até ser extinto.

Funcionou no Cruzeiro; no Fátima, nem tanto

No bairro Fátima, onde antes existia a estrutura de um módulo da Brigada Militar, hoje não há nem sinal. A primeira impressão é positiva: o antigo imóvel foi demolido e no lugar foram instalados brinquedos para ampliação de um parquinho para as crianças. A localização não poderia ser mais propícia. A praça, onde está localizada a estrutura fica próximo de duas escolinhas, uma unidade básica de saúde (UBS) e duas igrejas.

Basta se aproximar, no entanto, que a percepção muda. Sem manutenção, os brinquedos estão danificados ou próximos de quebrar. O gramado ao redor também não recebe a devida capina e há lixo espalhado pela área. 

— A ideia era até boa, mas os brinquedos estão todos quebrados, não tem água para as crianças e nem segurança. Tem sempre gente usando drogas, raramente dá para trazer as crianças pra brincar — comenta Fabiana Marques, moradora do bairro.

CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 14/10/2018 - Módulos da Brigada estão desativados há mais de dois anos. Apenas estão em funcionamento as unidades do bairro Cinquentenário e a do Parque dos Macaquinhos. No bairro Cruzeiro, módulo é usado pela Associação de Moradores. NA FOTO: No bairro Fátima a estrutura foi demolida e na área houve a instalação de um parque infantil. NA FOTO: (AO FUNDO)  a aposentada Fabiana Marques, 38 anos, relata que raramente leva a sobrinha para brincar no parquinho do Fátima devido à falta de segurança. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Apesar de a prefeitura ter demolido estrutura em desuso e instalado parquinho, comunidade do Fátima contesta falta de segurança de região onde ficava antigo módulo da BMFoto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Outro morador da região, o operador de prensa Roberto da Silva, reforça as críticas sobre a falta de segurança do local. Apesar de levar as filhas na área de lazer, ele comenta que a comunidade preferia que o módulo tivesse continuado:

— É muito inseguro por aqui. O ideal seria ter uma guarita da Guarda ou da Brigada, principalmente porque aqui ao redor tem escolas, igrejas, UBS. Não adianta ter parquinho, se não temos segurança para trazer nossos filhos.

Já no bairro Cruzeiro, o antigo módulo hoje é usado pela Associação de Moradores. Conforme o presidente da entidade, Nelson Acioly, a comunidade faz pleno uso da estrutura.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 14/10/2018 - Módulos da Brigada estão desativados há mais de dois anos. Apenas estão em funcionamento as unidades do bairro Cinquentenário e a do Parque dos Macaquinhos. No bairro Fátima a estrutura foi demolida e na área houve a instalação de um parque infantil. NA FOTO:  No bairro Cruzeiro, módulo é usado pela Associação de Moradores. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

— Cedemos o espaço para eventos, festas, chás de fralda, brechós. E ainda oferecemos aulas de kickboxer três vezes por semana — comenta.

Ainda assim, segundo ele, o desejo da comunidade também seria pelo retorno da BM.

— O ideal seria que o policiamento fosse retomado. Queríamos voltar a utilizar o imóvel que tínhamos antes, com as devidas reformas, e poder devolver esse espaço para uso da Brigada — ressalta Acioly. 

A estrutura hoje está conservada. A pintura foi renovada recentemente e há equipamentos no interior do espaço para uso dos moradores.

Leia também
Postão de Caxias fechou às 0h08min para reforma e ampliação Manifestantes promovem ato em frente ao Postão em Caxias do Sul Bombeiros controlam incêndio em empresa de Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros