Senai avalia fechamento da unidade José Gazola em Caxias do Sul - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Serra Gaúcha11/09/2018 | 14h05

Senai avalia fechamento da unidade José Gazola em Caxias do Sul

O motivo é a quantidade de espaços que não estão sendo ocupados

Senai avalia fechamento da unidade José Gazola em Caxias do Sul Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

O Centro de Formação Profissional Senai José Gazola, na Rua Professor Luiz Fachin no Bairro São José em Caxias do Sul, pode ser desativado. Fabiano Rath, gerente de operações do Senai José Gazola e do Instituto Senai de Tecnologia em Mecatrônica confirma que a situação passou a ser avaliada neste ano. Desde o início de 2018, ele já acumula a gerência das duas unidades e o que está sendo estudado é o remanejamento dos alunos e dos cursos para a estrutura da Mecatrônica, no bairro Cruzeiro.

A unidade na Zona Norte iniciou as atividades em 1987. Atualmente, tem turmas de ferramentaria, matrizaria, auxiliar administrativo e de logística e costura. São mais de 300 alunos, conforme o gerente do Senai. O motivo para avaliar o futuro da unidade é a ociosidade.

— Temos espaços ociosos tanto na José Gazola como na Mecatrônica — aponta Fabiano.

A unidade mais nova, no bairro Cruzeiro, tem hoje mais de 700 alunos e teria capacidade para atender todos os estudantes da José Gazola. Ainda conforme o gerente de operações das duas unidades, os cursos que seriam transferidos para a unidade mais nova são nos turnos da manhã e tarde, o que facilitaria o remanejamento. A decisão sobre o fechamento ou não do Senai José Gazola deve ocorrer até o lançamento das próximas turmas, que serão no início do ano. Quando há demanda na metade do ano, são abertas turmas também, o que não ocorreu neste ano, conforme Fabiano.

Leia também
Turismo de Caxias clama por atenção
Diretora da escola Antonio Avelino Boff, em Caxias do Sul, é afastada

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros