Escola do loteamento Campos da Serra, em Caxias, muda de sede e perde turno integral - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Educação27/09/2018 | 16h55Atualizada em 27/09/2018 | 16h55

Escola do loteamento Campos da Serra, em Caxias, muda de sede e perde turno integral

Mudança passará a valer no início do próximo ano letivo

Escola do loteamento Campos da Serra, em Caxias, muda de sede e perde turno integral Andréia Copini/ Divulgação/
Foto: Andréia Copini/ Divulgação

Moradores do loteamento Campos da Serra estão insatisfeitos com o anúncio feito pela prefeitura em trocar de sede a escola municipal de Ensino Fundamental Leonel Brizola, que funciona na Universidade de Caxias do Sul (UCS), em uma parceria firmada entre prefeitura e UCS em 2014. Além das aulas passarem para a Escola Estadual de Ensino Fundamental Ivanyr Euclínia Marchioro, no Jardelino Ramos, a mudança irá encerrar o turno integral, e os alunos passarão a estudar somente à tarde. Pela manhã, não há espaço para as aulas aos alunos dos Campos da Serra no novo endereço.

_ Conseguimos a cedência deste espaço com a coordenadoria de educação do Estado, e não tem como seguir o turno integral porque já tem aulas de manhã nesta escola. Precisamos escolher um local com estrutura de escola, não existem prédios prontos em Caxias para aluguel com esta estrutura. A CRE nos ofereceu este espaço porque a Ivanyr Marchioro ficava fechada um turno inteiro_ explica a diretora administrativa da secretaria municipal de Educação (Smed), Raquel Baldasso.

O turno integral é, inclusive, descrito como um dos serviços encontrados no loteamento no site da prefeitura de Caxias do Sul. A secretaria municipal de Educação diz que as aulas ocorrerão no prédio cedido pelo Estado de forma provisória, já que a intenção é a construção de uma escola dentro do Campos da Serra. A previsão é que o processo licitatório desta obra seja encaminhado nos próximos meses, para que o prédio comece a ser erguido ainda em 2019. Por enquanto, até o fim deste ano letivo, as aulas seguem na UCS. A intenção da Smed é manter a equipe diretiva e de professores no novo endereço. A Escola Professora Ivanyr fica a 2,3 quilômetros da atual sede, e os 120 alunos seguirão com transporte escolar de ida e volta. Mas não é o deslocamento maior ou a nova estrutura que revoltou a comunidade:  é a retirada da oferta do tempo integral. 

_ A prefeitura tem que entender que os alunos precisam de mais atividades no contraturno, e não menos. A escola é a única chance que muitos destes jovens têm para aprender e se profissionalizar. Tem muitos pais trabalhadores que não têm onde deixar o filho o resto do dia_ lamenta a mãe de uma aluna do 6º ano, a vendedora Andreia Bortolini de Melo.  


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros