Agosto teve sete vezes mais horas de frio do que em 2017 na Serra - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Clima03/09/2018 | 17h52Atualizada em 03/09/2018 | 17h52

Agosto teve sete vezes mais horas de frio do que em 2017 na Serra

Na chamada região Uva e Vinho, a medição é feita na estação meteorológica automática instalada na Embrapa, em Bento Gonçalves

Agosto teve sete vezes mais horas de frio do que em 2017 na Serra Roni Rigon/Agencia RBS
A média para o mês é de 78 horas Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

A quantidade de horas de frio do mês de agosto é sete vezes maior do que a registrada em 2017 na Serra Gaúcha. Para consideração da hora de frio, a temperatura não deve passar de 7,2ºC. No último mês, foram 145 horas contra apenas 19 em agosto do ano passado. A média para o mês é de 78 horas. 

Leia mais:
Setembro terá predomínio da chuva em todo o Estado   

Na chamada região Uva e Vinho, que engloba cidades com produção mais acentuada de uvas, como Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Flores da Cunha e Farroupilha, a medição é feita na estação meteorológica automática instalada na Embrapa Uva e Vinho, em Bento. As horas de frio são determinantes para a cultura de frutíferas na região.

Conforme a medição da Embrapa, agosto foi o mês mais frio deste ano. Em junho, o segundo mais frio, foram 104 horas. Ao todo, em 2018, sem contabilizar os três primeiros dias de setembro, foram somadas 385 horas de frio. A média na região é de 409 horas de frio por ano, com análises feitas normalmente entre abril e setembro, que são os meses onde há temperaturas abaixo dos 7,2ºC. Em 2017, foram apenas 191 horas. Já em 2016, foram 536 horas.

Médias de horas de frio na região
- 2018 (até o final de agosto): 385 horas
- 2017: 191 horas
- 2016: 536 horas
- 2015: 145 horas
- 2014: 263 horas

Leia também:
Preso domiciliar é flagrado com pistola e drone na rodoviária de Veranópolis
Investigado é preso com 3,6 quilos de maconha e celular roubado em Vacaria

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros