Secretaria de Meio Ambiente de Caxias diz estar de mãos atadas diante das podas - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Comunidade18/08/2018 | 15h00

Secretaria de Meio Ambiente de Caxias diz estar de mãos atadas diante das podas

Para diretor de serviços da Semma, situação das podas é "bem alarmante"

Secretaria de Meio Ambiente de Caxias diz estar de mãos atadas diante das podas Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Para a Semma, a situação das podas que mutilaram, por exemplo, jacarandás da Rua Ernesto Alves é "bem alarmante" Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

A Secretaria do Meio Ambiente de Caxias do Sul (Semma) está praticamente de mãos atadas para conter as podas feitas por equipes terceirizadas para a RGE, para prevenir eventuais conflitos entre árvores e rede elétrica. Para Luiz Vacchi, diretor de serviços da Semma, a situação das podas que mutilaram, por exemplo, jacarandás na Rua Ernesto Alves é "bem alarmante".

— A poda praticamente destrói a metade as árvores — entende Vacchi.

Leia mais
A poda em Caxias do Sul agora mutila jacarandás
Pedidos de corte e poda de árvores deverão ser publicados no site da prefeitura de Caxias
Ciro Fabres: Jacarandás 

Segundo o diretor da Semma, a RGE e a terceirizada não precisam informar a secretaria sobre as podas realizadas, amparadas por uma resolução da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) que autoriza o procedimento para manutenção de rede. Significa que a contratada chega e faz a poda, como entende que ela deva ser feita.

Vacchi diz que a Semma já sentou duas vezes com as equipes de rua para orientar sobre a forma correta.

— Vamos fazer de novo. Mas está difícil. Eles estão fazendo (a poda) muito além do que faziam anteriormente. Eles estão abrindo toda a planta no meio. A gente vai ter de chamar de novo (a RGE e as equipes). É conscientizar ou multar — informa Vacchi.

O técnico diz que a secretaria pretende reunir-se outra vez com as empresas até o final deste mês. Até lá, não há o que fazer se uma equipe decidir, por exemplo, realizar uma poda agressiva de mais jacarandás. A Semma não consegue acompanhar essas podas por conta da demanda de serviço na secretaria e porque as equipes não informam sobre a realização dos procedimentos. 

"Eles afastam entre 4 e 5 metros"

— A poda não pode comprometer a sanidade e o equilíbrio da árvore — diz Luiz Vacchi

Porém, essa condição não vem sendo atendida. Vacchi informa que a orientação técnica prevê um afastamento entre 1 metro e 1,5 metro da rede elétrica para os galhos mais baixos e ao redor de 3 metros para os mais altos.

— Eles estão afastando entre 4 e 5 metros — diz.

Outra informação de Vacchi é que, diferentemente de outros municípios da região, que fazem a poda anual e dispensam a RGE da tarefa, Caxias não faz o corte para afastar galhos da rede elétrica devido à demanda.

— Então as equipes fazem uma poda bem radical que é para levar mais tempo para ter de retornar ao local — revela.

Leia também
Pesquisa quer desvendar câncer de intestino na Serra, terceiro tumor que mais mata na região
Estátua em homenagem a Padre Pedro Rizzon será inaugurada neste domingo 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros