PRF usa drone para flagrar imprudências na BR-116, em Caxias - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Trânsito17/08/2018 | 18h49Atualizada em 17/08/2018 | 19h11

PRF usa drone para flagrar imprudências na BR-116, em Caxias

Equipamento foi doado pela Receita Federal no final do ano passado

PRF usa drone para flagrar imprudências na BR-116, em Caxias Divulgação/PRF
Foto: Divulgação / PRF
Pioneiro
Pioneiro

Foram duas horas entre o meio e o final da manhã em que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou um festival de imprudências na BR-116, em Caxias do Sul. A operação foi realizada nesta quinta-feira em todo o Estado, para combater ultrapassagens em locais proibidos.

Em Caxias, a fiscalização ocorreu na altura do Km 158, entre o Loteamento Villa-Lobos e o bairro Galópolis, na região sul do município, e teve um reforço tecnológico. Um dos dois drones, doados pela Receita Federal à PRF no final do ano passado, foi utilizado para flagrar os condutores imprudentes a cerca de 30 metros de altura. Com as imagens, que servem como prova, os veículos eram abordados mais a frente no ponto de fiscalização. Participaram sete policiais em três viaturas.

Foram oito autuações por ultrapassagem em local proibido para sete veículos. Um deles, um Punto com placas de Passo de Torres, Santa Catarina, foi autuado também por forçar ultrapassagem. O resultado foi a suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e duas multas que, juntas, somam mais de R$ 4,4 mil. A condutora, uma mulher de 32 anos, é moradora de Caxias.

Os policiais rodoviários também registraram dois veículos com placas em desacordo com a legislação, dois motoristas utilizando o celular, um sem lente corretora de visão (óculos), dois em que ou passageiros ou condutores estavam sem o cinto de segurança, um que não portava o documento obrigatório, um por executar retorno nas curvas e um veículo derramando parte da carga sobre a via.

No Estado, a fiscalização ocorreu simultaneamente em 20 pontos, num total de 125 autuações por forçar ou ultrapassar em local indevido no período. Segundo a PRF, em 2017, foram 19.120 multas por estes tipos de infração no Rio Grande do Sul. Neste ano, já foram 12,5 mil infrações constatadas.

A Ação Coordenada foi realizada para reprimir as ultrapassagens indevidas em pontos críticos de acidentalidade. No ano passado, em rodovias federais de todo o país, 425 pessoas perderam a vida em acidentes provocados por ultrapassagens irregulares, conforme a PRF.

Leia também:
Número de acidentes com morte caiu pela metade desde 2010 em Caxias do Sul

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros