Novo posto de saúde do Reolon, em Caxias, fica pronto na semana que vem, segundo secretário - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Loteamento Rota Nova01/08/2018 | 12h08Atualizada em 01/08/2018 | 12h08

Novo posto de saúde do Reolon, em Caxias, fica pronto na semana que vem, segundo secretário

Prédio será concluído um ano depois de previsão inicial em contrato

Novo posto de saúde do Reolon, em Caxias, fica pronto na semana que vem, segundo secretário Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Posto de saúde faz parte do projeto do conjunto de apartamentos Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

O novo posto de saúde do bairro Reolon, em Caxias do Sul, terá as obras físicas prontas na semana que vem. É o que prevê o secretário do Planejamento Fernando Mondadori. Segundo ele, faltam apenas alguns ajustes e correções, como a colocação de um corrimão, entre outras pequenas intervenções. O novo prédio faz parte do projeto habitacional do loteamento Rota Nova, que recebeu as primeiras famílias no fim de agosto do ano passado. 

O primeiro prazo previsto de entrega da UBS, conforme contrato entre a empresa que está executando a obra e a prefeitura de Caxias do Sul, era 2 de agosto do ano passado. De lá para cá, foram feitos quatro aditivos prorrogando a obra.

Conforme Mondadori, entre os motivos que levaram à demora estão as condições climáticas e também furtos que ocorreram no canteiro de obras. O secretário diz que isso não acarretou custo extra para o município, mas atrasou os trabalhos. A obra terá uma redução de R$ 47 mil em relação ao valor inicialmente previsto. 

Em relação a repasses do governo federal, Mondadori afirma que houve atrasos nos primeiros meses de 2017. Segundo o secretário, isso ocorreu  por uma questão interna da União, que depois normalizou as transferências.

A nova UBS é maior que a atual e substituirá o prédio antigo. A partir de agora, ficará a cargo da Secretaria da Saúde a instalação de equipamentos e móveis adicionais para a mudança. O custo da obra é de cerca de R$ 1 milhão, dos quais 73% são repassados pelo Governo Federal e 27% são contrapartida do município. 

 



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros