Decisão sobre concurso arquitetônico para a Maesa será tomada após plano de ocupação - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Patrimônio histórico28/08/2018 | 16h41Atualizada em 28/08/2018 | 16h41

Decisão sobre concurso arquitetônico para a Maesa será tomada após plano de ocupação

Núcleo caxiense do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) defende que projetos e ideias sejam selecionados a partir de sugestões da comunidade

Decisão sobre concurso arquitetônico para a Maesa será tomada após plano de ocupação Flavia Noal/Agência RBS
Município ainda não tem previsão de início para a elaboração do plano geral Foto: Flavia Noal / Agência RBS

A Secretaria do Planejamento de Caxias do Sul vai decidir se realizará um concurso arquitetônico para a ocupação da Maesa somente após a elaboração do plano geral de utilização do imóvel. A declaração é do secretário Fernando Mondadori, via assessoria de imprensa.

Leia mais:
Plano de ocupação da Maesa, em Caxias, terá três etapas
Voges paga aluguéis atrasados da Maesa, em Caxias, em conta judicial
Prefeitura garante manutenção emergencial no complexo da Maesa, em Caxias

As etapas para a criação do plano geral foram apresentadas na última quarta-feira (22) e preveem levantamento fotográfico, potencial de utilização e grau de intervenção necessária para adequar o espaço. Sem essas informações, conforme o secretário, não é possível avançar em outras decisões. A elaboração dos levantamentos, no entanto, não tem data para ocorrer porque dependem de licitação e da saída da empresa Voges, cuja data será decidida pela Justiça.

A ideia de realizar uma seleção pública para a escolha dos projetos arquitetônicos para os espaços a serem ocupados no imóvel foi apresentada pelo núcleo de Caxias do Sul do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e outras entidades do setor. A intenção é selecionar, a partir da sociedade, projetos ou ideias não apenas para o prédio, mas também para o entorno do complexo. 

No ano passado, um abaixo-assinado com cerca de 500 assinaturas chegou a ser realizado por um grupo de arquitetos com apoio do IAB. Já na última quinta-feira (23) o assunto voltou a ser discutido na audiência-pública que debateu a ocupação do imóvel. A solicitação integra, inclusive, um documento com 12 itens elaborado no encontro e entregue ao Executivo.

De acordo com a presidente do núcleo caxiense do IAB, Silvia Scapin Nunes, concursos de arquitetura são comuns na Europa e também já foram realizados em Caxias, para escolha dos projetos dos Pavilhões da Festa da Uva e do prédio da Câmara de Vereadores. Ela reconhece, no entanto, que a elaboração dos projetos depende da obtenção de dados detalhados da estrutura.

—Os passos que a prefeitura prevê são necessários para o projeto. O desenho arquitetônico é feito, mas o custo para viabilizar também precisa ser calculado — explica.

Leia também:
Servidores devem substituir funcionários terceirizados da UPA de Caxias em seis meses
ACBF faz 5 a 0 na estreia do Mundial de Clubes, na Tailândia


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros