Cerca de 350 moradores de rua procuraram hospedagem em projeto da Diocese de Caxias  - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Acolhimento30/08/2018 | 13h21Atualizada em 30/08/2018 | 13h21

Cerca de 350 moradores de rua procuraram hospedagem em projeto da Diocese de Caxias 

Iniciativa encerra no próximo final de semana

Cerca de 350 moradores de rua procuraram hospedagem em projeto da Diocese de Caxias  Felipe Nyland/Agencia RBS
Ideia é retomar a hospedagem solidária no inverno de 2019 Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Desde 11 de junho, quando iniciou o projeto de hospedagem solidária promovida pela Pastoral das Pessoas em Situação de Rua da Diocese de Caxias do Sul, cerca de 350 pessoas foram atendidas. No próximo domingo a iniciativa encerra as atividades, que ocorreram no salão da Paróquia São Leonardo Murialdo. O encerramento será com missa às 18h seguida de um jantar. O sábado será o último dia de acolhimento. 

Os interessados precisam entrar no salão até 19h. Podem jantar, participar de rodas de conversa e dormir. Antes de deixar o espaço, também ganham café da manhã. No dia seguinte, podem escolher voltar ou não. Conforme o padre Eleandro Teles, que faz parte da equipe à frente do projeto, diversos encaminhamentos foram feitos à Fundação de Assistência Social. 

A doação de cobertas, colchões, comidas, materiais de higiene e limpeza é um dos pontos que o padre destaca. Para ele, isso demonstra a mobilização da sociedade caxiense para auxiliar quem está em situação de vulnerabilidade. Ele explica que, embora tenha causado reclamação de alguns vizinhos ao local do acolhimento, o entendimento é de que o trabalho foi positivo por proporcionar a interação com essa população que, muitas vezes, fica à margem da sociedade.

— Conseguimos dar visibilidade a essa ferida da nossa cidade — comenta.

Conforme o padre, a ideia é retomar a hospedagem no inverno de 2019, em um local com mais espaço. De acordo com a coordenadora da pastoral, Maria Teresinha Mandelli Grasselli, doações da comunidade possibilitaram abrigar até 60 pessoas no local. Inicialmente, eram 50 vagas. Segundo ela, 3,3 mil refeições foram servidas desde junho. Maria Teresinha conta ainda que, além da população de rua, houve procura de pessoas que estavam de passagem por Caxias em busca de emprego ou de serviços de saúde. 

Cerca de 200 voluntários participaram do projeto. Agora, a Pastoral das Pessoas em Situação de Rua dá sequência à entrega de sopão aos moradores de rua às quintas-feiras, uma ação já tradicional. Mas também pretende iniciar outra atividade, com jantar e rodas de conversa uma vez por semana. O dia e o local ainda serão definidos. 

Leia também:
VÍDEO: veja o momento do acidente com Lamborghini de R$ 738 mil em Gramado
Polícia encontra depósito de explosivos, drogas e armas dentro de apartamento em Caxias 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros