Polêmica das marmitas pode ter um desfecho até o próximo final de semana em Caxias - Geral - Pioneiro

Versão mobile

 

Merendeiras06/07/2018 | 16h21Atualizada em 06/07/2018 | 16h21

Polêmica das marmitas pode ter um desfecho até o próximo final de semana em Caxias

Empresa deve dar resposta sobre as solicitações das funcionários

Polêmica das marmitas pode ter um desfecho até o próximo final de semana em Caxias Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Na última segunda-feira, trabalhadoras protestaram na frente da Secretaria Municipal da Educação Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

As merendeiras das escolas municipais podem ter uma resposta sobre a polêmica envolvendo o fornecimento das marmitas no final da próxima semana. Pelo menos é o que se espera a partir do encaminhamento dado na reunião mediada pela Secretaria Municipal da Educação (Smed). O encontro reuniu representantes da P.R.M. Serviços e Mão de Obra Especializada e o Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza e Conservação (Sindilimp) na quinta-feira.

 Leia mais
Merendeiras protestam contra mudança em benefício de alimentação em Caxias
Vale-alimentação de merendeiras será trocado por marmitas em Caxias
Empresa não define se prosseguirá com a ideia de servir marmitas para merendeiras em Caxias do Sul 

Segundo a secretária da Educação, Marina Matiello, a P.R.M. trouxe a proposta de fornecer a refeição pronta para as merendeiras. A partir de uma cotação, a empresa informou que cada marmita custaria R$ 9,50, valor abaixo dos R$ 16 pagos diariamente por meio de vale-alimentação. No caso, o valor da refeição pronta deve ser equivalente ao que as merendeiras já recebem. 

— Defendi na reunião que as funcionárias preferem o vale-alimentação. Contudo, a marmita ou a refeição pronta está prevista na convenção (sindical) das funcionárias. A ideia é resolver a questão até a sexta-feira da semana que vem — projeta Marina.

Por enquanto, a P.R.M. se comprometeu a repassar o benefício de R$ 16 até o final da próxima semana, pagamento que será feito em dinheiro, conforme a Smed. A medida servirá para dar tempo na negociação. Segundo a secretária, a questão está sendo analisada pela Controladoria e pela Procuradoria-Geral do município. Representantes da P.R.M., por sua vez, levaram as solicitações para avaliação da direção em São Paulo.

A troca do vale-alimentação por marmitas desagrada as trabalhadoras, que usam o benefício como complemento de renda.

O encontro foi acompanhado pela Comissão de Educação da Câmara de Vereadores.


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros