Memória: encontro da família Gedoz em Carlos Barbosa - Geral - Pioneiro

Vers?o mobile

 

Caxias antiga17/07/2018 | 07h30Atualizada em 17/07/2018 | 07h30

Memória: encontro da família Gedoz em Carlos Barbosa

Confraternização do dia 2 de setembro celebra os 144 anos da imigração suíço-valesana no Estado

Memória: encontro da família Gedoz em Carlos Barbosa acervo de família / reprodução/reprodução
Em 1925, a casa de Jean François serviu de cenário para a comemoração dos 50 anos da imigração suíço-valesana no Estado, onde dezenas de familiares posaram para uma foto histórica Foto: acervo de família / reprodução / reprodução

Depois de reunir cerca de 600 participantes na primeira edição, em 2016, a organização do 2º Encontro da Família Gedoz trabalha para que a adesão se repita no próximo dia 2 de setembro. É quando os descendentes voltam a se reunir para celebrar uma história iniciada há 144 anos, em 1874, na bucólica localidade de Santa Clara Baixa, interior do município.

Foi lá que se instalou o casal suíço Jean François Gedoz e Marie Marguerite Joris Gedoz assim que aportou em solo brasileiro. Toda essa trajetória, porém, remete ao ano de 1851, quando Jean François migrou para a Argélia, no norte da África. Lá, devido às péssimas condições ambientais, ele acabou perdendo a esposa e os filhos. De volta à Suíça, em 1859 Jean François uniu-se a Marie Marguerite Joris — ambos oriundos do município de Saxon, no Cantão de Valais.

Maesa e a trajetória de Domingos Gedoz

Cerca de 15 anos depois, em 1874, o casal, juntamente com os sete filhos, chegou ao distrito de Montravel, ex-colônia de Santa Maria da Soledade, hoje Santa Clara Baixa e Santa Luiza. Foi onde o agricultor suíço-valesano, a esposa e a prole, juntamente com outras duas famílias valesanas, fizeram o pioneiro reconhecimento e avaliação do lugar. 

Era o início da imigração suíço-valesana no Rio Grande do Sul, que se consolidou a partir de 1875, com a chegada de mais 32 famílias das comunidades de Vouvry, Saxon e Charrat.

 Leia mais
Imigração portuguesa: Tanoaria São Martinho em 1948
Imigração alemã: encontro da família Lüdke
140 anos de imigração: encontro da família Pillonetto
Imigração alemã: encontro da família Knob/Knopp 

Em 2016, a Associação Suíço-Valesana do Brasil, juntamente com representantes da família Gedoz, inaugurou um marco histórico no localFoto: acervo de Neusa Maria Gedoz / divulgação

Cinquentenário da imigração

Em 1º de agosto de 1925, a casa de Jean François serviu de cenário para a comemoração dos 50 anos da imigração suíço-valesana no Estado, onde dezenas de familiares posaram para uma foto histórica (a imagem que abre a matéria). Já em em junho de 2016, a Associação Suíço-Valesana do Brasil, juntamente com representantes da família Gedoz, inaugurou no local um marco histórico, onde foi reproduzida a imagem tirada 90 anos antes (acima).

Na Argentina

Os Gedoz espalharam-se por várias cidades e Estados do Brasil e também pela Argentina. Foi para a localidade de Jesus Maria, província de Córdoba, que o primogênito Jean Joseph Gedoz migrou e constituiu família. Ele era irmão de Louis, Maurice Léopold, Marie Rosine, Adele Emilie Louise, Cesar Erasme e Felix Benjamin, todos suíços. No Brasil, nasceram Julio José e Seraphin Eugenio.

Leia mais:
Encontro da família Menegat em Nova Pádua
Imigração italiana: encontro da família Lain
Encontro da família Gobbato em Monte Bérico
Encontro da família Fermiano Alves em Criúva
Encontro da família Ferro em Vila Flores
Encontro da família Soldatelli em São Marcos

Foto: acervo de família / reprodução

O encontro

A programação do dia 2 de setembro, na localidade de Santa Luiza, engloba missa na Igreja São João Nepomuceno, seguida de ato ecumênico e almoço festivo. Mais informações e ingressos com Neusa Maria Gedoz, pelo fone/whats (54) 99118.3333 ou e-mail neusamariagedoz@gmail.com.

Participe

Você possui fotos antigas de família ou está organizando algum encontro de descendentes. Envie as imagens em alta resolução e um breve histórico para o e-mail rodrigolopes33@gmail.com. 

Leia mais:
Os 125 anos da família Tonus no Brasil
Encontro internacional da família Bigolin em Pinto Bandeira
Imigração italiana: Isidoro Bigolin e o brinco de ouro
Encontro da família Peruchin em Vacaria  

Confira outras publicações da coluna Memória
Leia antigos conteúdos do blog Memória   

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros